Alexandre Vidal / Flamengo
Alexandre Vidal / Flamengo

Atacantes do Flamengo valorizam vitória e vaga às semifinais da Taça Guanabara

Pedro celebra mais um gol com a camisa rubro-negra e Michael diz estar à vontade no clube

Redação, Estadão Conteúdo

08 de fevereiro de 2020 | 21h21

O Flamengo recebeu o Madureira, no estádio do Maracanã, pelo Campeonato Carioca, neste sábado, e venceu pelo placar de 2 a 0, garantindo a classificação às semifinais da Taça Guanabara. Logo após a partida, ainda no gramado, os atacantes do time comandado pelo técnico português Jorge Jesus valorizaram o plantel rubro-negro.

"Quero entrar e fazer gol, mas a vitória da equipe é o mais importante. Com pouco tempo de trabalho dos reforços, já temos correspondido. Independente de quem estiver jogando, temos que buscar a vitória. Todo mundo é importante, quanto mais jogador de qualidade, o Flamengo é que ganha com isso", disse o autor do segundo gol, Pedro, ex-jogador do Fluminense que estava na Fiorentina, da Itália, até o começo do ano.

Outro reforço do Flamengo para a temporada, Michael, grande destaque do Goiás na última edição do Campeonato Brasileiro, comentou a sua relação com a torcida. "Espero retribuir dentro de campo, dando o meu melhor. Já estou bem à vontade desde que cheguei, só estou aumentando essa sensação", afirmou.

Gabriel, autor do primeiro gol do confronto, reforçou a sua satisfação em defender o Flamengo e por ter permanecido após uma temporada vitoriosa. "Me sinto feliz. Jogar aqui é diferente, um sonho, é realmente muito especial. Foi uma identificação muito rápida, não esperava que seria assim", contou.

Bruno Henrique, um dos xodós dos flamenguistas, foi pelo mesmo caminho e comemorou a produção ofensiva no triunfo sobre o Madureira. "É tanta oportunidade que, uma hora, a gente consegue fazer o gol. É assim que tem sido. O time está de parabéns pela performance, pela vitória, mesmo com pouco tempo de trabalho", destacou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.