Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians
Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Após seis jogos, ataque funciona e Corinthians derrota o Santa Cruz

Time alvinegro conquista bom resultado em possível despedida de Fábio Carille

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

12 Outubro 2016 | 23h36

Depois de seis partidas sem vencer no Brasileirão, o Corinthians reencontrou o caminho das vitórias ao superar o Santa Cruz por 4 a 2 na partida que pode marcar a despedida do técnico Fábio Carille. Apesar da diretoria não confirmar, Oswaldo de Oliveira já deixou o Sport e deve se apresentar em breve no Parque São Jorge.

O Santa Cruz iniciou o duelo com bastante força no ataque e o Corinthians não se encontrava na marcação. Com isso, o time pernambucano pressionava com seu trio de atacantes e exigia muito do goleiro Walter. Aos 11, Grafite chutou, mas a bola saiu sem força. Pouco depois foi a vez de Keno mandar com força, mas Walter espalmou.

A pressão era grande e o Corinthians quase não incomodava. Jadson teve uma boa chance, após passe de Keno na entrada da área, mas bateu sem direção. Depois foi a vez de Grafite chutar e Walter fazer outra grande defesa. Mas aos 29 não teve jeito: Keno chutou, o goleiro alvinegro espalmou e Grafite marcou no rebote.

Com a vantagem, o time pernambucano recuou um pouco e deu espaços para o Corinthians, que melhorou na partida. Rodriguinho quase empatou em um cruzamento da esquerda e pouco depois chutou fraco, facilitando a defesa de Edson Kölln. E aos 37 os paulistas empataram, após Guilherme aproveitar o passe de Marlone.

Após o intervalo, o técnico Fábio Carille tirou Marlone da esquerda e colocou na direita. A mudança deu certo e logo aos 2 minutos o meia bateu cruzado e virou o jogo para o Corinthians. O time se empolgou e pouco tempo depois fez o terceiro, novamente com Guilherme, que aproveitou de cabeça o cruzamento de Giovanni Augusto.

Com a vantagem na mão, o Corinthians tentou administrar o resultado até o final. Carille protegeu um pouco mais o meio de campo, colocando Willians e Cristian, mas o time sofreu outro gol, de Keno, que chutou no canto e fez o segundo do Santa Cruz. No final, o Corinthians ainda fez mais um, com Lucca, nos acréscimos, e garantiu os três pontos e uma tranquilidade maior para as próximas rodadas, para tentar brigar por uma vaga na Libertadores do próximo ano.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ 2 x 4 CORINTHIANS

SANTA CRUZ

Edson Kölln; Léo Moura, Neris, Danny Morais e Roberto; Uillian Correia, Jadson (Marion) e João Paulo (Wagner); Arthur, Grafite (Bruno Moraes) e Keno. Técnico: Doriva.

CORINTHIANS

Walter; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Balbuena e Uendel; Camacho (Willians), Marquinhos Gabriel, Rodriguinho, Giovanni Augusto (Cristian) e Marlone; Guilherme (Lucca). Técnico: Fábio Carille.

Gols: Grafite, aos 29, e Guilherme, aos 37 minutos do 1º tempo; Marlone, aos 2, Guilherme, aos 9, Keno, aos 35, e Lucca, aos 46 minutos do 2º tempo.

Juiz: Grazianni Maciel Rocha (RJ).

Cartões amarelos: Neris, Marion, Willians e Marquinhos Gabriel (3º).

Público: 7.947 pagantes.

Renda: R$ 496.120,00.

Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.