Ataque funciona, mas Corinthians continua sem vencer

Clodoaldo marca seu primeiro gol com a camisa corintiana; jejum de vitórias aumenta a crise

25 de julho de 2007 | 23h42

Dizem que a "raça corintiana" sempre aparece perante crises dentro e fora de campo, e, pelo menos na noite desta quarta-feira, ela surgiu, mas o resultado não passou de um empate em 2 a 2 diante do Figueirense, em Florianópolis, em partida válida pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.   Com o empate, o Corinthians agora soma oito partidas sem vitória, com 15 pontos, escapando momentaneamente da zona de rebaixamento. Apesar disso, a crise vivida na equipe deve aumentar, principalmente na área administrativa, com a quebra do contrato de parceria com a MSI e a possível queda do presidente Alberto Dualib. Já o Figueirense possui 18 pontos.   No primeiro tempo, o Corinthians manteve seu estilo conservador, mas soube aproveitar a chance que teve para abrir o placar aos 11 minutos, quando Edson cruzou errado, mas a bola sobrou para Wilson, que chutou forte para vencer o goleiro do Figueirense. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar no gol.   Com a vantagem no placar, o time do técnico Paulo Cezar Carpegiani recuou ainda mais sua marcação à espera dos contra-ataques, o que aconteceu, mas o ataque, formado por Wilson e Clodoaldo, não teve nenhuma chance concreta para concluir. Já o zagueiro Fábio Ferreira teve uma boa chance para ampliar o placar, aos 24 minutos, mas o gol não surgiu.   Sem modificações para a segunda etapa, o Figueirense resolveu pressionar a saída de bola corintiana, conquistando três escanteios nos quatro primeiros minutos. E, aos oito minutos, o empate aconteceu através de uma falha na defesa corintiana. Jean Carlos dominou a bola no peito com estilo e chutou forte para marcar seu gol.   O empate pôs o ataque corintiano novamente em cheque, e desta vez a resposta veio com o atacante Clodoaldo, aos 18 minutos. O jogador tentou cruzar, mas errou o chute, fazendo com que a bola parasse dentro do gol. Este foi o primeiro gol do atacante com a camisa corintiana.   O Figueirense não estava interessado em ajudar na recuperação corintiana, chegando ao empate logo aos 23 minutos. Após uma confusão na área, o zagueiro Felipe Santana ficou livre para marcar. Os jogadores do Corinthians reclamaram de impedimento, mas o gol foi validado.   Aos poucos, o ritmo do segundo tempo caiu, com o Corinthians mantendo sua postura defensiva, enquanto o Figueirense tentava a virada com chutes de longe da área, mas o goleiro Felipe defendeu um chute muito forte de Otacílio Neto, garantindo o ponto fora de casa.   Agora, o Corinthians se prepara para enfrentar o Flamengo neste domingo, às 16 horas, no Morumbi, enquanto o Figueirense encara o Fluminense, no mesmo dia, às 18h10, no Mané Garrincha, em Brasília.   FIGUEIRENSE 2 X 2 CORINTHIANS   Figueirense - Wilson; Edson, Chicão   , Felipe Santana    e Ruy; Diogo   , Cleyton Xavier, Peter    e André Santos; Otacílio Neto e Jean Carlos. Técnico: Mário Sérgio   Corinthians - Felipe   ; Fábio Ferreira, Zelão    e Betão; Edson (Eduardo Ratinho), Bruno Octavio, Moradei, William e Wellington; Clodoaldo    e Wilson. Técnico: Paulo Cezar Carpegiani   Gols - Wilson, aos 11 minutos do primeiro tempo; Jean Carlos, aos oito minutos do segundo tempo; Clodoaldo, aos 18 minutos do segundo tempo; Felipe Santana, aos 23 minutos do segundo tempoPúblico - não disponívelRenda - não disponívelÁrbitro - Sérgio da Silva Carvalho (DF)Estádio - Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.