Ataques a palmeirenses deixam 7 mortos em Osasco

Ataques a torcedores do Palmeiras que comemoravam a conquista do título da Copa do Brasil pelo clube deixaram, no início da madrugada desta quinta-feira, um saldo, por enquanto, de sete pessoas mortas e duas feridas, no bairros do Jardim Mutinga, Jardim Baronesa e Jardim Munhoz Júnior, na zona norte de Osasco, região oeste da Grande São Paulo.

RICARDO VALOTA, Agência Estado

12 de julho de 2012 | 08h25

Todas as vítimas são do sexo masculino. Eles foram distribuídas nos prontos-socorros municipais Antonio Giglio, no Centro, Helena Maria e Mutinga, na zona norte. Segundo o que policiais militares do 42º Batalhão apuraram nos locais das ocorrências com testemunhas, os atiradores em parte dos casos ocupavam um veículo de passeio e nos demais passaram atirando em uma moto. O delegado do 10º Distrito Policial, do Jardim Baronesa, percorreu alguns dos locais dos crimes e os hospitais para onde as vítimas foram levadas.

Na noite de quarta-feira, no Estádio Couto Pereira, o Palmeiras faturou o seu segundo título da Copa do Brasil - o outro foi conquistado em 1998 - ao empatar por 1 a 1 com o Coritiba, já que havia vencido o jogo de ida, realizado em Barueri, por 2 a 0. Com isso, o time encerrou um jejum de quatro anos sem títulos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilPalmeirasmorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.