Até mesmo a CNN falou do Corinthians

Kia Joorabchian conseguiu. A repercussão da contratação do técnico argentino Daniel Passarella pelo Corinthians rompeu fronteiras e correu o noticiário esportivo mundial. A notícia saiu, por exemplo, na CNN International, o que não representa pouco para as pretensões do iraniano da MSI, de fazer do Corinthians um clube conhecido internacionalmente. Na Argentina, a chegada do ?Kaiser? foi informação obrigatória nos veículos esportivos. Os principais jornais de Buenos Aires deram destaque ao assunto. Como Passarella já trabalhou em outros países, como México e Uruguai, sua contratação pela equipe brasileira também foi veiculada nessas praças. É o Corinthians rompendo fronteiras e ganhando destaque na mídia. As agências internacionais trataram de espalhar a informação na Europa, onde Passarella disputou, como jogador e treinador, duas Copas do Mundo. Em 82, na Espanha, ele estava no time dirigido por César Luis Menotti, que também tinha Maradona. Em 98, na França, comandou uma Argentina formada por Ortega, Simeone, Verón, Cláudio Lopez e Batistuta. A contratação do treinador foi ainda manchete em países de pouca tradição no futebol. O Diário Colatino, de El Salvador, deu a notícia em seu caderno esportivo. A contratação de Passarella fez mais barulho que o acerto com Tevez. Claro. O treinador já fez fama no futebol, enquanto o ex-atacante do Boca Juniors, de 20 anos, ainda precisa provar muito. No Brasil, de norte a sul - O Corinthians também foi assunto em todo o território nacional. Do Diário do Amapá ao portal Rádio Caffé, de Santa Catarina, todos trataram do tema em suas páginas esportivas.Era isso que Kia Joorabchian queria. Popularizar o Corinthians fora de São Paulo faz parte dos ambiciosos planos da MSI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.