Até Spike Lee quer Robinho como titular do Brasil

O esporte e o cinema são as paixões do cineasta americano Spike Lee. Torcedor fanático do Arsenal e amigo do capitão do time Thierry Henry, ele geralmente entra nos sets de filmagem exibindo a camisa de seu time predileto. E, ultimamente, sua preferência tem recaído para a verde e amarela brasileira, seleção para qual vem torcendo na Copa do Mundo. Já se tornou rotineiro vê-lo com a camisa da seleção brasileira. Um fanatismo tamanho que ele embarca, neste fim de semana, para acompanhar a fase final na Alemanha. Diretor de filmes como O Plano Perfeito, Spike Lee deu a seguinte entrevista ao site oficial da Fifa.Pergunta- Qual é o seu time do coração? Spike Lee- Brasil. Não sou antipatriótico, mas eu gosto da maneira como os brasileiros jogam. Eles têm estilo. Se for para comparar, os brasileiros jogam futebol como os norte-americanos jogam basquete. É de encher os olhos. Pergunta- Você assiste muito futebol? Spike Lee- Aqui nos EUA eu raramente vou, mas quando estou em Londres sempre compareço ao estádio. Sou torcedor do Arsenal e Thierry Henry é meu favorito. Somos grandes amigos. Gosto muito dele. Mesmo antes de conhecê-lo, já admirava o jogo dele. Ele é muito elegante em campo. Pergunta- É o que você espera de um jogador? Spike Lee- Bom, não quero ver todo mundo jogando igual porque precisamos de qualidades diferentes em cada posição. Pergunta- Você vai para a Alemanha? Spike Lee- Claro! Vou levar meu filho às duas partidas das semifinais. Jackson tem nove anos de idade e joga num torneio pré-mirim de futebol. Ele está super ansioso. Ele já foi à Europa, mas dessa vez está mais animado. Vai ser uma viagem de pai e filho. Só ele e o paizão. Vamos sair do aeroporto internacional de Nova Iorque direto para Munique antes de ir para Dortmund. Pergunta- E o seu filho também torce pelo Brasil? Spike Lee- Claro que sim! Ele tem a camisa do Ronaldinho! Pergunta- Que tipo de torcedor você é? Spike Lee- Eu sou um torcedor fanático por esportes: basquete, beisebol, os Yankees de Nova Iorque... Eu gosto de todos os esportes, sabe, só para ficar gritando e torcendo. E vou fazer o mesmo quando chegar à Alemanha! Pergunta- E qual seleção lhe surpreendeu ou lhe preocupou até agora? Spike Lee- A República Checa parece ser bem forte, igual à Itália. Mas uma pessoa me preocupa: o Ronaldo! Quando assisti a Brasil x Croácia, notei que ele não estava nem correndo! Bom, não sei se ele está machucado... Ou se está mesmo fora de forma. Parecia que ele não estava nem interessado no jogo. Preferia que o Brasil entrasse com o Robinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.