Cesar Greco/Ag.Palmeiras
Cesar Greco/Ag.Palmeiras

Atenção máxima contra a parte de baixo na tabela é obrigação no Palmeiras

Em 2009, equipe perdeu para equipes que lutavam contra o rebaixamento; próximo adversário é o Cruzeiro

O Estado de S. Paulo

10 Outubro 2016 | 07h00

Após a vitória contra o América-MG no estádio do Café, em Londrina, o Palmeiras tem outra equipe mineira pela frente: o Cruzeiro, na próxima quinta-feira às 19h30, no estádio Fonte Luminosa, em Araraquara. Assim como o rival do último domingo, a equipe do técnico Mano Menezes não está bem no Campeonato Brasileiro. E é justamente contra equipes que brigam na parte de baixo da tabela que o Palmeiras tem que ter cuidado no campeonato. 

O próprio Cruzeiro já deu trabalho para o Alviverde neste Brasileirão. No primeiro turno, o time de Cuca perdeu por 2 a 1 jogando no Mineirão. Lutando para não ser rebaixado, a equipe da Toca da Raposa foi um adversário duro para o Flamengo (derrota no final do jogo por 2 a 1, tendo saído na frente do placar) e para o terceiro colocado, Atlético-MG (empate em 1 a 1 no segundo turno e vitória por 3 a 2 no primeiro).   

"O Brasileiro se decide principalmente nesses jogos contra times que não estão brigando pela liderança. É focar jogo a jogo", disse o zagueiro Edu Dracena, um dos mais experientes da equipe, após a vitória no Paraná. 

Em 2009, última vez que o Palmeiras efetivamente brigou pelo título do Campeonato Brasileiro, uma sequência de resultados ruins contra equipes pequenas ou que brigavam pelas últimas colocações colocou fim não apenas no sonho de título, mas também na vaga para a Libertadores. O calvário começou na 28ª rodada, quando o líder empatou em 2 a 2 com o Avaí no Palestra Itália. Daí para frente perdeu para o Náutico (3 a 0 nos Aflitos), Santo André (2 a 0, no Bruno José Daniel), Fluminense (que brigava contra o rebaixamento, 1 a 0 no Maracanã), Grêmio (2 a 0), empatou com o lanterna Sport (2 a 2) e encerrou sua participação perdendo para o Botafogo (2 a 1). O Palmeiras manteve a liderança até a 33ª rodada. 

"Quinta é outra decisão. Faltavam 10 jogos, agora faltam nove. Temos 60 pontos, é muito ponto e mesmo assim não está fácil", definiu o técnico Cuca após a partida. Coincidência ou não, o título há sete anos foi do Flamengo, justamente o principal adversário do Palmeiras nesta temporada. "Quinta tem o Cruzeiro, temos que recuperar bem e fazer um jogo de intensidade boa", resumiu o treinador.

Na sequência o Palmeiras encara além do time mineiro, o Figueirense, atualmente o 18º colocado e o Sport (16º). Pontos essenciais para o primeiro título do Alviverde na era dos pontos corridos se concretizar.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.