Vitor Silva/Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Athletico-PR ganha no Rio e empurra Botafogo para mais perto da Série B

Renato Kayzer no primeiro tempo e Léo Cittadini, na etapa final, marcam na vitória por 2 a 0

Redação, Estadão Conteúdo

06 de janeiro de 2021 | 21h14

O Athletico-PR se afastou dos últimos lugares do Campeonato Brasileiro e empurrou o Botafogo para mais perto do rebaixamento, ao vencer, nesta quarta-feira, por 2 a 0, no Engenhão, em duelo válido pela 28ª rodada.

O time do Paraná atingiu os 37 pontos, em nono lugar, enquanto a tradicional equipe de Major Severiano continua com apenas 23 pontos na penúltima colocação da tabela. Na próxima rodada, os dois times terão clássicos regionais. O Botafogo encara o Vasco, no duelo dos desesperados, enquanto o Athletico vai visitar o Coritiba no Couto Pereira.

O Botafogo foi melhor no primeiro tempo, ao conseguir dez finalizações contra apenas duas do Athletico-PR. O problema foi a falta de qualidade e o nervosismo na hora de decidir a jogada. O marfinense Kalou teve pelo menos duas grandes chances, mas desperdiçou.

O Athletico-PR, por sua vez, aproveitou a segunda falha em 45 minutos da zaga botafoguense para conseguir abrir o placar. Aos 30 minutos, Nikão teve espaço para levar a bola até a intermediária e tocar para Carlos Eduardo na direita. O cruzamento rasteiro encontrou Renato Kayzer, livre, dentro da área: 1 a 0.

O gol sofrido acabou com a pouca confiança do Botafogo, que demonstrou receio até de ir até a área adversária nas bolas paradas. Foi possível notar apenas dois botafoguenses no meio de seis athleticanos.

O segundo tempo aumentou ainda mais o drama do Botafogo. Após apenas três minutos, Renato Kayzer cruzou da esquerda e a bola sobrou livre para Léo Cittadini fazer 2 a 0. Em ritmo de treino.

Desesperado, o técnico Eduardo Barroca fez alterações, não tevce sucesso e ainda viu Marcelo Benevenuto, Matheus Babi e Caio Alexandre receberem o terceiro cartão amarelo e ficarem suspensos para a próxima rodada.

Os momentos finais da partida aumentaram o desespero botafoguense pela impotência, ao ver Santos fazer duas boas defesas, prlo excesso de bolas alçadas na área e pelo medo da aproximação cada vez maior da Série B.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 0 X 2 ATHLETICO-PR

BOTAFOGO - Diego Cavalieri; Kevin (Barrandeguy), Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luis; José Welison (Cesinha), Caio Alexandre, Cícero (Matheus Babi) e Bruno Nazário (Lecaros); Kalou (Rhuan) e Pedro Raul. Técnico: Eduardo Barroca.

ATHLETICO-PR - Santos; Jonathan (Fernando Canesin), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Richard (Alvarado), Christian (Aguillar), Léo Cittadini e Carlos Eduardo (Reinaldo); Nikão (Khellven) e Renato Kayzer. Técnico: Paulo Autuori.

GOLS - Renato Kayzer, aos 30 minutos do primeiro tempo. Léo Cittadini aos três minutos do segundo.

ÁRBITRO - Rodrigo Dalonso Ferreira (SC).

CARTÕES AMARELOS - Renato Kayzer, Nikão, Marcelo Benevenuto, Caio Alexandre e Matheus Babi.

LOCAL - Engenhão, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.