Miguel Locatelli/Site Oficial
Miguel Locatelli/Site Oficial

Athletico-PR joga na Bolívia em busca da classificação antecipada na Libertadores

Tiago Nunes vai ter alguns problemas para escalar sua equipe no estádio Félix Capriles

Redação, Estadão Conteúdo

24 de abril de 2019 | 06h38

O Athletico-PR pode assegurar nesta quarta-feira a classificação antecipada para as oitavas de final da Copa Libertadores. Com três vitórias consecutivas, o time de Tiago Nunes enfrenta o Jorge Wilstermann no estádio Félix Capriles, às 19h15 (horário de Brasília), na cidade de Cochabamba, na Bolívia. Os brasileiros precisam vencer para avançar sem se preocupar com o resultado do outro jogo do Grupo G, mas pode confirmar a vaga até mesmo perdendo nesta quinta rodada.

Com nove pontos, o Athletico-PR é líder do grupo, enquanto o Jorge Wilstermann é o lanterna sem nenhuma vitória, com apenas dois pontos. Se ganhar, o time garante a classificação, mas se empatar ou perder na Bolívia vai ter de torcer para que o Tolima, que tem quatro pontos, não vencer o Boca Juniors, com sete, no Manuel Murillo Toro, na Colômbia, também na quarta-feira, mas a partir das 21h30.

Tiago Nunes vai ter alguns problemas para escalar o Athletico. O zagueiro Thiago Heleno tem uma "limitação fisiológica" e não pode atuar na altitude de 2.600 metros de Cochabamba. Ele nem viajou com o grupo para a Bolívia. Assim, Paulo André deve começar o duelo em campo. Lucho González também está vetado com uma lesão na panturrilha e Madson ainda se recupera de um problema na coxa. Por isso, Léo Cittadini e Tomás Andrade disputam uma vaga no time.

Para o Jorge Wilstermann o jogo tem clima de decisão. Sem chances de título no Campeonato Boliviano, a diretoria demitiu o técnico Miguel Ángel Portugal na segunda-feira e espera que uma troca no comando motive os jogadores diante do Athletico-PR. O argentino Norberto Kekez vai ser o interino. Na lanterna do grupo, o clube ainda sonha com a chance de obter uma vaga nas oitavas de final, mas para isso não pode desperdiçar pontos em casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.