Mauricio Mano/ CAP
Mauricio Mano/ CAP

Athletico-PR tem meio time de reforços, mas fica sem Autuori contra o Grêmio

Técnico foi punido pelo STJD quando ainda estava no Botafogo e não poderá comandar a equipe à beira do gramado

Redação, Estadão Conteúdo

25 de outubro de 2020 | 14h41

O Athetico-PR vai ter o retorno de mais de meio time para o duelo frente ao Grêmio neste domingo, às 18h15, na Arena da Baixada, pela 18.ª rodada. Poupados contra o Peñarol, na Copa Libertadores, retornarão para o Brasileirão. A baixa, na verdade, será fora de campo porque o técnico Paulo Autuori está suspenso e não vai estrear ao lado do gramado.

As voltas estão em todos os setores, com os zagueiros Thiago Heleno e Pedro Henrique, o lateral-esquerdo Abner e os volantes Christian e Wellington. Isso sem contar o atacante Renato Kayzer, que não foi inscrito nesta primeira fase da Libertadores.

Apesar de ocupar a função de técnico do Athletico até que outro profissional seja contratado, Autuori não poderá estar à beira do gramado, pois cumpre uma punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), recebida ainda quando dirigia o Botafogo.

De acordo com o clube, Bernardo Franco comandará a equipe. O profissional faz parte da comissão técnica do time de aspirantes.

Mesmo tendo um jogo decisivo contra o Flamengo, pela Copa do Brasil, na quarta-feira, o Athletico não poupará jogadores para o duelo frente ao Grêmio por estar na zona de rebaixamento. O clube rubro-negro, há sete jogos sem vencer, tem apenas 16 pontos. Sem contar que a lista e baixas é grande.

O lateral Jonathan, se recuperado de lesão, assim como o meia Jorginho nem devem ser relacionados. A tendência é que voltem ao time apenas na próxima rodada. O desfalque certo é o meia Léo Cittadini, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Após testarem positivo para covid-19 no Uruguai, Walter sendo reincidente, o atacante e o zagueiro Lucas Halter passarão por uma nova testagem. Mas devem seguir isolados, sob as prescrições dos responsáveis de saúde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.