Atleta atingida por raio está em coma

A jogadora Regiane da Silva, de 27 anos, atingida por um raio quando disputava uma partida válida pela Taça Cidade de Louveira de Futebol Feminino, no último sábado, em Vinhedo, região de Campinas, continuava em coma induzido hoje na Santa Casa de Valinhos. O estado da paciente era considerado crítico. Ela respirava com o auxílio de aparelhos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Regiane é jogadora da equipe de futebol feminino mantida pela prefeitura de Votorantim, na região de Sorocaba. Ela atua no meio-campo. O acidente ocorreu por volta das 17h30, quando sua equipe jogava em Vinhedo contra o time feminino local, no estádio municipal. Formou-se um temporal, mas a partida não foi interrompida. Um raio atingiu o gramado. Com o impacto, jogadoras das duas equipes, o árbitro e alguns auxiliares foram atirados ao solo. As outras jogadoras foram se recuperando lentamente, embora atordoadas. Uma delas, Aline Correia, teve parada respiratória, mas recebeu os primeiros socorros e recuperou-se. Regiane continuou caída, com perda de pulsação, e também acometida de parada respiratória. Ela foi levada a uma unidade médica local e transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Valinhos. Segundo os médicos, Regiane recebeu todo o impacto da descarga elétrica causadora do raio e só não teve morte instantânea porque tem um organismo forte. A prefeitura de Votorantim informou que está dando assistência à família da jogadora, que mora em Sorocaba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.