Atletas corintianos atacam preço do ingresso

Se depender dos jogadores do Corinthians, o presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo Del Nero, não terá sossego. Os atletas resolveram se engajar no movimento criado pelas torcidas para protestar contra o valor do ingresso no campeonato estadual: o mais barato, de arquibancada, sai por R$ 20,00.Nas duas primeiras rodadas, torcedores de diferentes clubes fizeram manifestação idêntica. Foram até o estádio e, em vez de comprar o bilhete e assistir ao jogo, decidiram permanecer na parte externa agitando com gritos e batucadas de protesto. O principal alvo é Marco Polo Del Nero.Nesta terça-feira, os jogadores corintianos surpreenderam. Habituados a não se envolver em questões administrativas, mantiveram a política de bom relacionamento com a torcida e detonaram a cartolagem. "Esse pessoal que administra e define o preço do ingresso tem de cair na real", afirmou o goleiro Fábio Costa. "Tem jogo todo fim de semana e quando começar a Copa do Brasil o total de partidas pode chegar a oito por mês. Isso dá R$ 160,00, quase um salário mínimo."O atacante Régis foi além. Não só criticou o valor do bilhete como apontou conseqüência que, em sua opinião, deve ser a mais séria. "A única alegria do povo é ver jogos do seu time. O cara chega no estádio, não tem dinheiro para pagar o ingresso, vai acabar roubando", afirmou. "Dizem que estão querendo afastar bandido dos estádios. Vai ser o contrário."Em nota oficial, a FPF comunicou nesta terça-feira que o Ingresso Família, iniciativa criada para combater o desgaste causado pelo aumento (o torcedor paga os mesmos R$ 20,00 e pode levar a mulher e três crianças), poderá ser adquirido via internet (www.ingressofacil.com.br). Destacou, no entanto, que esse tipo de entrada não será vendida no dia do jogo.

Agencia Estado,

27 de janeiro de 2004 | 20h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.