Atletas da Suíça admitem decepção com erros no ataque

Os jogadores da Suíça não esconderam a decepção ao fim do empate sem gols com Honduras, resultado que eliminou as duas equipes da Copa do Mundo nesta sexta-feira. Os suíços reconheceram que a equipe cometeu muitos erros, principalmente no ataque.

AE, Agência Estado

25 de junho de 2010 | 20h18

"Criamos as chances, mas não conseguimos aproveitá-las. Cometemos erros demais no começo da partida. O nosso objetivo era chegar às oitavas de final. Foi decepcionante não ter conseguido isso", reconheceu o zagueiro Stephane Grichting.

"Sabíamos o que fazer para obter a classificação, mas, infelizmente, não funcionou. Não foi falta de sorte. Fracassamos por nossa própria incapacidade", reforçou o meia Hakan Yakin, que criou as melhores chances da equipe no segundo tempo.

O meia Tranquillo Barnetta lamentou as dificuldades da Suíça em fazer gols em uma equipe frágil como a de Honduras. "Não sei dizer exatamente porque não conseguimos. Não paramos de tentar, mas faltou acertar o último passe no ataque. Todos precisamos trabalhar para conseguir criar mais chances no futuro contra uma equipe contra Honduras, que nitidamente tem problemas na defesa".

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2010futebolSuíçaBarnettaYakin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.