Atletas dão dinheiro para time alemão

Os jogadores do Kaiserslautern, da primeira divisão da Alemanha, contribuíram com 1,5 milhão de euros (praticamente a mesma quantidade em dólares) para ajudar o clube a superar suas dificuldades financeiras e evitar um pedido de falência.?Em uma situação como esta, em que está em jogo a existência do clube, nós jogadores não podíamos simplesmente olhar para o outro lado. É evidente que tínhamos de ajudar?, disse o capitão do time, Thomas Engen. Treinada pelo belga Eric Gerets, a equipe está em penúltimo lugar.Segundo o presidente do Kaiserslautern, o suíço René Jaeggi, o clube terminará a temporada 2003 com déficit de 9,4 milhões de euros. A dívida total beira os 17,8 milhões de euros. Jaeggi, que evitou dar detalhes sobre a contribuição, definiu a atitude dos atletas de ?fantástica?.Na quarta, Jaeggi já afirmara que, para ajudar o clube, a sociedade lotérica da Renânia-Palatinado (Rheinland Pfalz, Estado no Oeste da Alemanha onde fica a cidade de Kaiserslautern) compraria os direitos de transferência do grande astro do time, Miroslav Klose, por 5 milhões de euros.Vice-artilheiro da Copa de 2002, com 5 gols, ao lado de Rivaldo, Klose marcou apenas duas vezes no Campeonato Alemão na única vitória de sua equipe, contra o Energie Cottbus, por 4 a 0, no dia 5 de outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.