Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Atletas do Palmeiras saem em defesa de Diego Souza

Os jogadores do Palmeiras saíram em defesa de Diego Souza, ao final da vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-GO, nesta quinta-feira, no Palestra Itália, pela Copa do Brasil. Vaiado pela torcida, quando era substituído no segundo tempo, o meia respondeu com xingamentos e gestos obscenos.

AE, Agência Estado

29 de abril de 2010 | 22h50

Veja também:

linkJOGO - Leia como foi Palmeiras 1x0 Atlético-GO

"O Diego é uma ótima pessoa. Se ele fez alguma coisa com a torcida, foi por estar com a cabeça quente depois do jogo", minimizou o meia Cleiton Xavier, autor do gol da vitória, aos 49 minutos da etapa final, em cobrança de pênalti.

"O Diego não está bem, mas tem que ver que todo o time não está. Estamos buscando nosso melhor. Não podemos crucificar ninguém. Hoje ele correu como todo mundo. Vamos comemorar essa vitória com ele e com a torcida", disse o zagueiro Danilo.

Já o meia Lincoln pediu apoio ao companheiro de equipe. "Ele estava de cabeça quente, não tem sangue de barata e acabou reagindo desse jeito. Tenho certeza que ele pedirá desculpas logo. Temos de apoiar o Diego, que é um jogador importante pra gente", declarou.

Genaro Marino, diretor de futebol, também tratou de colocar panos quentes no episódio. "A torcida está impaciente há muito tempo e escolheu o Diego como vilão. Ele se sentiu mal e reagiu".

Sem se alongar nas declarações, Diego Souza descartou qualquer atrito com a torcida, ao sair de campo. "Estou muito feliz por termos conseguido essa vitória", afirmou o meia, que negou estar de saída do clube. "Saída? Estou muito feliz aqui no Palmeiras", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.