Atletas do São Paulo se calam no Japão

Os jogadores do São Paulo resolveram se calar e não deram entrevistas após a vitória sobre o Al Ittihad por 3 a 2, nesta quarta-feira, no estádio Nacional de Tóquio, que valeu a classificação à final do Mundial de Clubes da Fifa. O motivo, segundo a direção do clube, foi de que o elenco não gostou de matérias publicadas pela imprensa brasileira sobre premiação e a renovação de contrato do atacante Amoroso. ?A decisão foi dos atletas e temos que respeitar. Houve sérios problemas com matérias sobre bicho e sobre o Amoroso e, por isso, todos resolveram não falar com a imprensa hoje (quarta)?, disse o supervisor de Futebol Marco Aurélio Cunha. O boicote dos jogadores criou um mal-estar enorme na zona mista (local onde acontecem as entrevistas pós-jogo) do estádio, já que toda a imprensa mundial ficou sem as declarações dos atletas do São Paulo. A Fifa, organizadora do torneio, não se pronunciou sobre algum tipo de punição ao clube brasileiro.

Agencia Estado,

14 de dezembro de 2005 | 12h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.