Bruno Cantini/Atlético-MG
Bruno Cantini/Atlético-MG

Atleticano Leonardo Silva celebra título do Grêmio e 'G-8' no Brasileirão

Resultado da Libertadores dá nova esperança ao alvinegro por vaga na competição sul-americana na próxima temporada

Estadao Conteudo

30 Novembro 2017 | 13h22

Leonardo Silva não nasceu em Porto Alegre, nunca jogou no Grêmio, mas mesmo assim comemorou o título da Libertadores faturado pelo clube na última quarta-feira. Isso porque a conquista garantiu o time gaúcho no torneio continental em 2018 e abriu uma nova vaga para a competição no Brasileirão, o que deixa o Atlético-MG mais vivo na briga por esta classificação.

+ Tabela do Campeonato Brasileiro

"Aumentou mais uma vaga e temos que fazer o nosso trabalho no Independência, vencer a partida e, ao final dela, ver o que vai acontecer para que a gente não se arrependa de uma possível não vitória. Então, temos que fazer a nossa parte e tentar classificar", declarou o zagueiro nesta quinta-feira.

O Atlético-MG é o décimo colocado do Campeonato Brasileiro, com 51 pontos, somente um atrás do Botafogo, que, com o título do Grêmio, hoje estaria garantido na Libertadores. Por isso, para garantir a vaga, o time mineiro precisa vencer neste domingo justamente o Grêmio, no Independência, e torcer por tropeços dos cariocas diante do Cruzeiro e da Chapecoense, nona colocada, contra o Coritiba.

"Temos trabalhado forte essa semana, bem equilibrados também, para que todos estejam prontos no domingo e a gente possa fazer o nosso trabalho, fazer a nossa parte em campo e aguardar as possibilidades, pensando na classificação", comentou Leonardo Silva.

O jogador deverá ser titular do Atlético-MG no fim de semana. A única dúvida é em relação a Yago, que voltou a desfalcar o treino desta quinta por causa de uma virose e pode ser substituído por Adilson. Assim, o time deve ser escalado com: Victor; Bremer, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Yago (Adilson), Elias, Valdívia, Robinho e Otero; Fred.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.