Diego Vara/Reuters
Diego Vara/Reuters

Atleticanos exaltam raça mostrada em decisão mesmo com vice da Copa do Brasil

'O primeiro jogo nos tirou o título', admite goleiro Victor

Estadão Conteúdo

08 de dezembro de 2016 | 00h14

A derrota no jogo de ida por 3 a 1, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, foi decisiva para a perda do título da Copa do Brasil para o Grêmio, nesta quarta-feira. Essa foi a opinião dos jogadores do Atlético Mineiro após o empate por 1 a 1 na segunda partida da final, disputada na Arena Grêmio, em Porto Alegre.

"Eu acho que o primeiro jogo nos tirou o título, o time está de parabéns pela raça, o Grêmio está de parabéns", afirmou o atacante Robinho. "Mesmo não tendo conseguido o título, me sinto orgulhoso do que a nossa equipe fez, pela entrega, comprometimento e o respeito que teve às vítimas de Chapecó. Não foi fácil entrar em campo hoje (quarta-feira)", disse o goleiro Victor.

Nos últimos instantes da partida e logo após o apito final, jogadores de Grêmio e Atlético se desentenderam em campo e houve um princípio de briga. Mesmo parabenizando os campeões, Robinho reclamou da postura dos rivais.

"Eles também têm que saber ganhar, o título estava quase ganho, não tem necessidade de ficar na frente da bola, de ficar dando fico para a arquibancada, é lamentável, mas eles ganharam na bola, mereceram o título", afirmou o atacante.

"A decisão é sempre um jogo um pouco mais tenso, pegado. As duas equipes querem ganhar e é normal que aconteça (confusão). A gente sabia da dificuldade que teria", completou Victor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.