Emilio Naranjo/ EFE
Emilio Naranjo/ EFE

Atlético de Madrid bate Valencia e diminui diferença para o Barcelona no Espanhol

Distância que antes era de 11 pontos caiu para nove e deu um pouco mais de ânimo ao time comandado por Diego Simeone

Estadão Conteúdo

04 de fevereiro de 2018 | 20h10

O Atlético de Madrid segue sonhando com o título do Campeonato Espanhol. Neste domingo, a equipe madrilenha venceu o Valencia por 1 a 0, em casa, no estádio Wanda Metropolitano, em Madri, e viu a diferença de pontos em relação ao líder Barcelona cair na tabela do Campeonato Espanhol.

+Com gol de Piqué no fim, Barcelona empata com Espanyol e bate recorde

+Real leva gol no fim, empata com Levante e estaciona em 4º lugar no Espanhol

Com a vitória sobre o Valência, válida pela 22.ª rodada do torneio, e o empate do Barcelona com o Espanyol, a diferença que antes era de 11 pontos caiu para nove e deu um pouco mais de ânimo ao Atlético de Madrid, que agora soma 49 pontos, na briga pelo título da competição. De quebra, o time comandado por Diego Simeone abriu nove pontos de vantagem para o próprio Valencia, terceiro colocado, um ponto à frente do Real Madrid, que fecha a zona de classificação à Liga dos Campeões.

Se a partida não foi recheada de gols, ao menos, o único tento do jogo valeu a pena ser visto e revisto. O meia Ángel Correa acertou um belo chute de fora da área, que entrou no ângulo esquerdo do goleiro brasileiro Neto.

O jogo foi tenso em Madri. Os dois times, muito organizados, controlaram o jogo no meio de campo e não conseguiram ser tão agressivos, especialmente o Valencia, que veio com a proposta clara de se defender e atacar somente por meio dos contra-ataques.

Apoiado pelos seus torcedores, o Atlético teve as melhores chances e dominou a maior parte da partida. Acertou cinco chutes no alvo, contra nenhum do adversário. O único que venceu o goleiro Neto e balançou as redes veio em grande estilo e saiu dos pés do meia argentino Ángel Correa. Ele acertou uma finalização indefensável, no ângulo esquerdo do goleiro brasileiro, aos 14 minutos da segunda etapa.

Depois do gol, o Valencia passou a ter mais posse de bola e saiu mais para o jogo, evidentemente. No entanto, foi pouco efetivo e não conseguiu ser eficiente o suficiente para furar o bloqueio defensivo do time da casa.

Antes de Atlético de Madrid e Valencia, foi a vez de o Girona entrar em campo e derrotar o Athletic Bilbao em casa, no estádio Montiliv. O atacante uruguaio Stuani foi o responsável por marcar os dois gols da vitória do Girona, que manteve a equipe na nona posição, agora com 31 pontos. A equipe de Bilbao caiu para a 13.ª colocação, com 27 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.