Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Facundo Arrizabalaga/EFE
Facundo Arrizabalaga/EFE

Atlético de Madrid denuncia Barcelona à Fifa por assédio a Griezmann

Entidade confirmou nesta terça-feira que recebeu uma denúncia do clube da capital espanhola contra o rival catalão

Estadão Conteúdo

19 de dezembro de 2017 | 15h38

O Atlético de Madrid enviou um protesto formal à Fifa contra o Barcelona. A entidade confirmou nesta terça-feira que recebeu uma denúncia do clube da capital espanhola contra o rival catalão, por um suposto assédio ao atacante francês Antoine Griezmann às vésperas da próxima janela para transferências.

França diz que poderá acabar com tecnologia da linha do gol

Leia Também

Mais notícias

"Podemos confirmar que recebemos uma reclamação do Atlético de Madrid em relação a este assunto", admitiu a Fifa. A entidade, porém, não comentou sobre os rumos do caso.

O Atlético se mostrou irritado com as constantes tentativas de contato do Barcelona com Griezmann. O francês seria o principal alvo do time catalão para reforçar seu elenco em janeiro. Por isso, dirigentes do clube inclusive já se reuniram com familiares do atacante.

Os diretores do Atlético consideraram "assédio" esta insistência e, por isso, enviaram a reclamação à Fifa. Griezmann tem vínculo com o clube madrilenho até junho de 2022 e, antes do Barcelona, já foi procurado pelo Manchester United ao fim da última temporada, mas optou por renovar seu contrato.

O protesto do Atlético deve ser enviado para um comitê da Fifa que cuida das transferências dos jogadores. Apesar de os clubes serem autorizados a reportar possível aproximações ilegais de seus jogadores, dificilmente a entidade define qualquer punição nestes casos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.