Francsico Seco/AP
Francsico Seco/AP

Atlético de Madrid empata com Girona e pode perder vice-liderança do Espanhol

Equipe pode ser ultrapassada pelo Valencia, que ainda joga neste sábado

Estadão Conteúdo

20 Janeiro 2018 | 15h46

O Campeonato Espanhol está cada vez mais perto de ter o seu campeão definido com antecedência. Isso porque o Atlético de Madrid, principal perseguidor do líder Barcelona ao lado do Valencia, só empatou em casa, no estádio Metropolitano, com o Girona por 1 a 1, neste sábado, e pode ver o rival da Catalunha aumentar ainda mais a distância na liderança.

+ TABELA - Classificação do Campeonato Espanhol

+ Zidane faz elogios a Neymar em meio a especulações: 'É um grande jogador'

Além disso, o Atlético também pode perder a vice-liderança para o Valencia, que, se vencer o Las Palmas ainda neste sábado, empata em número de pontos (43) com o time de Madri, mas assume o segundo lugar por ter melhor saldo de gols. No momento, a equipe do técnico argentino Diego Simeone está a oito pontos do Barcelona na briga pelo título, sendo que o clube catalão ainda vai entrar em campo nesta rodada.

Por conta de sua ótima campanha, o Girona, recém-promovido à primeira divisão do Campeonato Espanhol, ocupa a oitava posição, com 27 pontos, próximo da zona de classificação para a Liga Europa.

O francês Antoine Griezmann foi o autor do gol que abriu o placar para o Atlético no primeiro tempo, o que indicava que o time da casa não teria tanta dificuldade para vencer a partida. No lance, aos 34 minutos, o brasileiro Diego Costa recebeu cruzamento dentro da área e ajeitou de cabeça para Griezmann, livre e sem goleiro, marcar.

No entanto, o Girona, um dos três times da Catalunha na primeira divisão - além de Barcelona e Espanyol - e que disputa o Campeonato Espanhol pela primeira vez em sua história, endureceu a partida e foi buscar o empate com Christian Portu, aos 29 minutos da etapa final. Ele contou com falha da zaga adversária para aparecer livre de marcação e empurrar para o gol.

Valente, a equipe catalã ainda teve chance de virar a partida já nos acréscimos, no último lance de perigo, quando Oblak saiu mal do gol, mas conseguiu impedir, com falta, fora da área, que o queniano Olunga pudesse finalizar para as redes. Assim, a partida terminou mesmo empatada em 1 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.