Wilson Pedrosa/AE
Wilson Pedrosa/AE

Atlético-GO aplica 3 a 0 e afasta São Paulo dos líderes

Time criou pouco no ataque e quase levou mais gols do adversário goianiense

FELIPE MENDES, Agência Estado

16 Outubro 2011 | 20h02

O Atlético Goianiense não tomou conhecimento do São Paulo neste domingo e aplicou 3 a 0, no Serra Dourada, em Goiânia, pela 30ª rodada do Brasileirão. Em dia inspirado de Anselmo, o time da casa subiu na tabela e ainda afastou o adversário da briga pelas primeiras colocações.

O Atlético saltou da 12ª para a 10ª posição e chegou aos 42 pontos, praticamente acabando com qualquer chance de rebaixamento. O São Paulo, por sua vez, aumentou sua série negativa para seis jogos sem vitória.

Com 48 pontos, caiu para o sexto lugar e ficou fora da zona de classificação para a Copa Libertadores. A sequência aumenta a pressão sobre o técnico Adilson Batista, alvo de muitas críticas da torcida nas últimas semanas.

O São Paulo volta a campo já na quarta-feira para o duelo com o Libertad, do Paraguai, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana, no Morumbi. Pelo Brasileirão, o time paulista tentará se reabilitar diante do Coritiba, também na capital paulista, no próximo domingo. O Atlético visitará o Cruzeiro, em Sete Lagoas, no mesmo dia.

O JOGO - Atlético-GO e São Paulo fizeram um início de jogo estudado, de bom toque de bola e ataques ocasionais, mas agudos. A primeira chance de gol surgiu logo aos 2 minutos, com Luís Fabiano. Ele bateu em cima da zaga após fazer boa tabela com Dagoberto.

O Atlético respondeu três minutos depois, em arrancada de Felipe. Ele sofreu falta de Carlinhos Paraíba dentro da área, mas o árbitro mandou o lance seguir. Na sequência, Anselmo arriscou de longe, por cobertura, e quase surpreendeu Rogério Ceni. A bola passou rente ao travessão.

Depois de se segurar na defesa, o São Paulo assumiu o controle do meio-campo e passou a ditar o ritmo da partida. Chegou a registrar 65% de posse de bola. Com maior volume de jogo, conseguiu levar maior perigo ao gol atleticano. O domínio, contudo, não se concretizava em vantagem no placar. Dagoberto, aos 12, e Rogério, aos 21, em cobrança de falta, desperdiçaram boas oportunidades de gol.

Mais efetivo no ataque, o Atlético não se intimidou com o ritmo do rival e abriu o placar aos 25 minutos. O zagueiro Gilson cabeceou para as redes após cruzamento de Anderson, pela direita.

O São Paulo não se abalou com o gol e esboçou pressão sobre a defesa atleticana. Sem sucesso. Na melhor chance de chegar ao empate, aos 32, o ataque visitante acertou três bolas na trave em incrível bate-rebate dentro da área. Dagoberto, aos 34, e Luís Fabiano, aos 44, perderam outras duas boas chances.

Disposto a mudar o panorama do jogo, o Atlético mostrou postura mais ofensiva na volta do intervalo e neutralizou a posse de bola do São Paulo. Aos poucos, assumiu o controle da partida, aproveitando a forte queda de rendimento do adversário.

Melhor em campo, o time da casa não demorou para ampliar a vantagem no placar. Aos 14, Anselmo recebeu dentro da área, deu belo corte em Rhodolfo e acertou o travessão. Felipe aproveitou o rebote e, de primeira, finalizou sem dar chances para Rogério. Dez minutos depois, Xandão colocou a bola na mão dentro da área e o árbitro assinalou pênalti. Anselmo bateu firme no canto esquerdo e selou a vitória do Atlético.

Ficha Técnica:

Atlético-GO 3 x 0 São Paulo

Atlético-GO - Márcio (Rafael); Rafael Cruz, Anderson, Gilson, Thiago Feltri; Marino, Bida (Joílson), Pituca e Vitor Junior; Felipe e Anselmo (Ernandes). Técnico: Hélio dos Anjos.

São Paulo - Rogério Ceni; Piris (Jean), Xandão, Rhodolfo e Carlinhos; Wellington, Denilson, Cícero (Rivaldo) e Lucas; Dagoberto (Marlos) e Luís Fabiano. Técnico: Adilson Batista.

Gols - Gilson, aos 25 minutos do primeiro tempo. Felipe, aos 14, e Anselmo (pênalti), aos 24 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Vítor Júnior, Pituca (Atlético-GO); Xandão, Luís Fabiano (São Paulo).

Árbitro - Sandro Meira Ricci (Fifa/DF).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.