Atlético-GO bate Avaí e embola luta contra o rebaixamento à Série C

Time goiano vence em casa por 2 a 1 e empata com ABC e Paysandu em 35 pontos

AE, Agência Estado

30 de outubro de 2013 | 00h12

GOIÂNIA - O Atlético-GO colocou fogo na briga para permanecer na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta terça-feira, em jogo adiado da 30.ª rodada, o time goiano derrotou o Avaí, por 2 a 1, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, e se aproximou da parte de fora da zona de rebaixamento. A equipe não vencia há três rodadas - com uma derrota e dois empates, resultados que derrubaram o técnico PC Gusmão. Com o resultado, o Atlético-GO subiu para 35 pontos e empatou com Paysandu e ABC na luta pela fuga da degola. Os goianos, porém, estão ainda em 18.º lugar, atrás dos potiguares, primeiro time fora da degola no número de vitórias: 10 a 9. O Avaí, por sua vez, segue em quarto lugar com 53 pontos, dentro do G4.

Mesmo sem treinador, nem muito tempo para trabalhar, o Atlético-GO tomou conta desde o começo do jogo. Com personalidade, os goianos foram para cima e levaram perigo ao goleiro Diego. Na primeira boa oportunidade, o camisa 1 catarinense teve que trabalhar para evitar gol do Atlético-GO após boa tabela entre Ernanes e Fábio Lima. Em outra jogada da dupla pelo lado esquerdo, os donos da casa conseguiram abrir o placar. Aos 23 minutos, Fábio Lima recebeu passe, dominou e bateu de perna esquerda, na saída do goleiro Diego. O Atlético-GO seguia bem na partida e não era ameaçado pelo rival, que não conseguia criar devido à forte marcação nos meias Cléber Santana e Marquinhos. Enquanto isto, os goianos seguiam perigosos. Juninho arriscou de fora da área e carimbou o pé da trave.

No final do primeiro tempo, porém, o Avaí deixou tudo igual. Aos 46 minutos, Marquinhos aproveitou cruzamento na medida e bateu colocado para deixar tudo igual. Na volta do intervalo, os dois treinadores promoveram alterações para tentar oxigenar o ataque, mas nada mudou. A partida ficou mais brigada no segundo tempo e as chances de gol passaram a ser inexistentes. Com mais posse de bola, o Atlético-GO ficava tocando a bola na frente da área do adversário até encontrar espaço para marcar. E foi assim aos 34 minutos. Fábio Lima encontrou Anselmo entrando em velocidade e enfiou boa bola. O atacante bateu de primeira e não deu chances para o goleiro Diego. O Atlético-GO volta a campo contra o Ceará, na próxima sexta-feira, às 21h50, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. No domingo, o Avaí fará o clássico contra o Figueirense, às 17 horas, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC).

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 2 X 1 AVAÍ

ATLÉTICO-GO - Márcio; John Lennon (Adriano Michael Jackson), Alex Moraes, Anderson Conceição e Ernandes; Régis, Pedro Bambu, Bida (João Paulo) e Fabio Lima; Juninho (Jorginho) e Anselmo. Técnico: Gilberto Pereira (interino).

AVAÍ - Diego; Ricardinho (Alex Reinaldo), Alex Lima, Bruno Maia e Aelson (Juliano); Eduardo Costa, Anderson Uchôa, Cléber Santana e Marquinhos; Márcio Diogo (Luciano) e Betinho. Técnico: Hemerson Maria.

GOLS - Fabio Lima aos 22 e Marquinhos aos 46 minutos do primeiro tempo. Anselmo aos 34 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Jean Pierre Goncalves Lima (RS).

CARTÕES AMARELOS - Anderson Uchôa e Juliano (Avaí); Fábio Lima, Adriano Michael Jackson e Anselmo (Atlético).

CARTÃO VERMELHO - Anselmo (Atlético).

PÚBLICO E RENDA - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BAtlético-GOAvaí

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.