Atlético-GO bate Figueirense e vence a 1ª no Brasileirão

O Atlético Goianiense derrotou o Figueirense por 3 a 2, nesta quinta-feira, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 10.ª rodada, e quebrou o seu mais longo jejum no Campeonato Brasileiro. O time rubro-negro não vencia uma partida há 82 dias - neste Brasileirão, foram dois empates nas duas primeiras rodadas e sete derrotas seguidas na sequência.

RUBENS SANTOS, Agência Estado

19 de julho de 2012 | 23h15

Mesmo assim, o Atlético segue na lanterna da competição, agora com 5 pontos - está três atrás da Portuguesa, a primeira equipe fora da zona de rebaixamento. Já o Figueirense, também com 8 pontos e dois meses sem vitórias, caiu para a 17.ª posição (tem uma vitória a menos que o clube paulista).

No primeiro tempo, o Atlético jogou no ataque e fez boas jogadas com Felipe e Eron. Mas falhou nas finalizações e tomou um gol desconcertante no primeiro contra-ataque dos catarinenses. Aos 26 minutos, Caio foi lançado pela esquerda, invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Márcio. O próprio Caio cobrou a penalidade no canto direito e fez 1 a 0.

O empate veio aos 38 minutos. Felipe cobrou escanteio e Fabiano Silva puxou Pituca dentro da área. O árbitro marcou pênalti e o gol foi marcado por Márcio, o goleiro-artilheiro do Atlético. No último minuto, Guilherme Santos encobriu o arqueiro goiano, mas a bola carimbou o travessão e Ronny não aproveitou o rebote para colocar o time catarinense na frente no placar.

Na volta do intervalo, apesar das vaias, o Atlético mostrou uma rara autoconfiança. Na melhor chance criada, Felipe marcou e o virou o marcador. Aos 13 minutos, o atacante bateu de longe, a bola desviou no zagueiro e entrou no canto direito baixo de Wilson.

Para azar dos goianos, o Figueirense conseguiu o empate em outro pênalti. Aos 17 minutos, Luiz Fernando cruzou e Marcos puxou a camisa de Caio dentro da área. Na cobrança, Caio bateu forte, no meio, e fez o seu quinto gol na competição.

O gol da vitória atleticana saiu aos 38 minutos. Márcio lançou, Patrick escorou para Joilson, que acertou um forte chute da entrada da área e selou o alívio goiano após sete derrotas seguidas e dois empates no pior início de temporada do Atlético.

Na próxima rodada, no domingo, às 16 horas, o Atlético vai enfrentar o Internacional, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. No mesmo dia e horário, o Figueirense recebe o São Paulo, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 3 x 2 FIGUEIRENSE

ATLÉTICO-GO - Márcio; Marcos, Reniê, Gabriel e Eron; Pituca, Marino e Bida (Diogo Campos); Wesley, Felipe (Patrick) e Wanderley (Joilson). Técnico: Jairo Araújo (interino).

FIGUEIRENSE - Wilson; Pablo, Anderson Conceição, Fred e Guilherme Santos; Almir, Túlio (Coutinho) e Fabiano Silva (Doriva); Caio, Ronny (Luiz Fernando) e Júlio César. Técnico: Argel Fucks.

GOLS - Caio (pênalti), aos 26, e Márcio (pênalti), aos 38 minutos do primeiro tempo; Felipe, aos 14, Caio (pênalti), aos 17, e Joilson, aos 38 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marino, Marcos e Wesley (Atlético-GO); Ronny, Doriva e Júlio César (Figueirense).

ÁRBITRO - Wilson Luiz Seneme (Fifa/SP).

RENDA - R$ 23.630,00.

PÚBLICO - 1.112 pagantes.

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.