Atlético-GO bate o Náutico e entra na briga pelo acesso à Série A

Após quatro vitórias seguidas na segunda divisão, equipe goiana chega a 49 pontos, em sexto lugar, três a menos que o Avaí, quarto 

Estadão Conteúdo

25 de outubro de 2014 | 19h33

O Atlético-GO entrou de vez na briga pelo acesso na Série B. Na tarde deste sábado, mesmo atuando na Arena Pernambuco, em São Loureço da Mata, região metropolitana de Recife, o time goiano venceu o Náutico, por 2 a 1, pela 32.ª rodada, e aumentou a sua série de vitórias para quatro consecutivas.

O Náutico, do técnico Dado Cavalcanti, chegou ao terceiro jogo sem vitória, caindo para a 11.ª posição, com 45 pontos. De outro lado, o Atlético-GO, do técnico Wagner Lopes, chegou a quatro vitórias seguidas e agora está em sexto lugar, com 49 pontos, três a menos que o Avaí, primeiro clube dentro do G4.

O Náutico iniciou a partida indo para a cima do adversário, pressionando o Atlético-GO no campo de defesa. Aos 2 minutos, o atacante Bruno Furlan recebeu em boas condições e só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes. O gol, porém, foi anulado, pois o atacante estava em posição de impedimento.

Depois disso, o time goiano conseguiu equilibrar a partida e passou a controlar a posse de bola. Aos 37 minutos, o time de Wagner Lopes abriu o placar. Depois de receber o passe na entrada da área, Thiago Primão resolveu arriscar e marcou um golaço, encobrindo o goleiro Júlio César.

Antes do final do primeiro tempo, o Náutico ainda teve um pênalti a seu favor. Bruno Furlan foi derrubado por Caramelo dentro da área. Na cobrança, Sassá pegou muito embaixo da bola e isolou, por cima do travessão.

No retorno do intervalo, o Náutico entrou com uma proposta mais ofensiva. Aos 10 minutos, Bruno Furlan girou sobre o marcação, mas desta vez foi derrubado e o árbitro marcou pênalti. Novamente Sassá foi para cobrança e desta vez não desperdiçou, empatando o jogo.

O gol fez com que o time goiano acordasse e voltasse a exercer a sua força ofensiva. Assim, aos 20 minutos, André Luís e Thiago Primão tabelaram e, após cruzamento, Jorginho subiu de cabeça e marcou o gol da vitória.

O Náutico volta a campo no próximo sábado, às 17h20, para enfrentar o Icasa, em Juazeiro do Norte (CE). O Atlético-GO atua na sexta-feira, às 19h30, no clássico goiano, contra o Vila Nova, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. As partidas serão válidas pela 33.ª rodada.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 1 X 2 ATLÉTICO-GO

NÁUTICO - Júlio César; Neílson, Luiz Alberto, Renato Chaves e Raí; João Ananias (Renato), Paulinho, Helder Ribeiro (Crislan) e Cañete (Vítor Michels); Sassá e Bruno Furlan. Técnico: Dado Cavalcanti.

ATLÉTICO-GO - Márcio; Caramelo, Artur, Lino e Diogo Barbosa; Willian Arão, Pedro Bambu, Thiago Primão e Jorginho (Juninho); Diogo Campos (André Luís) e Kayke (Josimar). Técnico: Wagner Lopes.

GOLS - Thiago Primão, aos 37 minutos do primeiro tempo; Sassá, de pênalti, aos 10, e Jorginho, aos 20 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Raphael Claus (SP).

CARTÕES AMARELOS - Bruno Furlan, Cañete, Paulinho e Sassá (Náutico); Diogo Goiano e Kayke (Atlético-GO).

RENDA - R$ 117.310,00.

PÚBLICO - 4.516 pagantes.

LOCAL - Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BNáuticoAtlético-GO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.