Atlético-GO revela que meia Bida foi pego no antidoping

O Atlético-GO confirmou nesta quinta-feira que o meia Bida foi pego em exame antidoping realizado no dia 24 de junho, após o jogo contra o Fluminense, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O clube informou, por meio de seu site oficial, que a CBF notificou o caso em um "comunicado confidencial".

AE, Agência Estado

26 de julho de 2012 | 15h17

Adson Batista, diretor de futebol do time goiano, e o médico do clube, Sandro Barreto, fizeram um pronunciamento nesta quinta pela manhã para falar sobre o caso, sendo que o primeiro deles isentou Bida de culpa após o exame ao qual o jogador foi submetido ter detectado uma substância proibida.

"Ele é um atleta que não tem histórico de nenhum problema extra-campo. Todas medidas serão tomadas para defender os interesses do clube, sempre buscando preservar o atleta, que, neste caso, é o maior injustiçado", afirmou Adson Batista, revelando que o meio-campista ingeriu medicamento proibido dentro do próprio clube.

Sandro Barreto, por sua vez, disse que ainda não pode revelar muitos detalhes sobre o caso, pois a própria CBF ainda não divulgou o mesmo de forma oficial nem anunciou uma punição ao jogador. "Ainda não fomos notificados oficialmente. O processo ainda está em vigência e no momento certo todos serão devidamente informados", afirmou o médico.

Pelo fato de Bida ter sido considerado uma vítima neste caso de doping, o Atlético-GO revelou também que o seu departamento jurídico "já estuda como fazer a defesa para que ele possa ser absolvido" de uma provável punição a ser anunciada pela CBF.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético-GOBidadoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.