Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Atlético-GO tem missão quase impossível em Porto Alegre diante do Internacional

Time gaúcho venceu o primeiro jogo por 2 a 1, em Goiânia, e tem boa vantagem para o duelo da volta

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de novembro de 2020 | 08h23

O Atlético-GO tem uma missão quase impossível, nesta terça-feira, às 21h30, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Vai ter de vencer o Internacional, um dos times de melhor campanha no Campeonato Brasileiro, por um gol de diferença para levar a decisão da vaga nas quartas de final para os pênaltis ou por dois ou mais gols para se classificar direto. No primeiro duelo, em Goiânia, os gaúchos venceram por 2 a 1 e serão favorecidos em caso de empate.

No Inter, por causa da vantagem obtida no primeiro duelo e a grande sequência de jogos, o técnico Eduardo Coudet poderá dar descanso ou deixar alguns titulares no banco de reservas. O certo é que Thiago Galhardo, artilheiro do Brasileirão, com 15 gols, que foi expulso na derrota de sábado diante do Corinthians, em Itaquera, pelo Brasileiro, vai iniciar a partida. Já o zagueiro Rodrigo Moledo, com dores musculares na coxa direita, poderá ser um dos atletas a serem poupados pelo treinador argentino.

Para dificultar ainda mais, o técnico Eduardo Souza vai ter seis desfalques na equipe goiana. Dudu, Natanael e Gustavo Ferrareis, emprestados pelo próprio Inter, não jogam por força contratual. Arnaldo, Zé Roberto e Everton Felipe, que já atuaram na Copa do Brasil por outros clubes, também ficam de fora.

Além dos desfalques certos, Eduardo Souza ainda não sabe se poderá contar com o zagueiro Éder, que sentiu dores na coxa esquerda durante a derrota para o Sport, domingo, no Recife.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.