Atlético-GO vence Brasiliense e assume vice-liderança

Com um gol de Brasão, aos 43 minutos do segundo tempo, o Atlético Goianiense venceu o Brasiliense por 1 a 0, neste sábado à noite, no encerramento da 13.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, em pleno Estádio Boca do Jacaré, em Taguatinga.

AE, Agencia Estado

25 de julho de 2009 | 23h21

O resultado deixou o time goiano na vice-liderança isolada, com 26 pontos, apenas dois atrás do líder Guarani e dois a frente da Portuguesa, terceira colocada. A derrota ampliou para cinco jogos a série sem vitória do Brasiliense, que perdeu os últimos quatro jogos e continua com 19 pontos, em oitavo lugar.

O primeiro tempo foi fraco em termos de finalizações. A disputa ficou restrita ao meio-campo. O Brasiliense demonstrava nervosismo por causa de seus últimos resultados negativos, enquanto o Atlético tinha uma melhor qualidade no toque de bola e tentava explorar os contra-ataques. Mas ninguém teve chance real para abrir o placar.

Coincidentemente, no intervalo os dois técnicos tiraram um atacante. No Brasiliense, o ameaçado Roberval Davino tirou o lento Fábio Júnior para a entrada de Chimba, enquanto Mauro Fernandes, no Atlético, colocou Brasão na vaga de André Leonel, com pouca mobilidade.

Os visitantes começaram melhor, pressionando e chegando perto do gol de Guto. Os donos da casa demoraram para melhorar, mas aos poucos, também foram ao ataque para tentar furar o atento goleiro Márcio. O gol da vitória saiu no final, quando Robston fez o cruzamento pelo lado direito e Brasão apareceu, na pequena área, para completar para as redes, mesmo desequilibrado.

Na terça-feira acontece toda a 14.ª rodada da Série B. O Brasiliense vai até Florianópolis medir forças com o Figueirense, que venceu a Ponte Preta por 1 a 0, em Campinas. Enquanto isso, o Atlético fechará a rodada, no Estádio Serra Dourada, diante do Duque de Caxias, que perdeu em casa para o Ceará, por 2 a 1.

Ficha Técnica:

Brasiliense 0 x 1 Atlético-GO

Brasiliense - Guto; Júlio César, César Gaúcho, Ailson e Edinho; Pedro Ayub, Didão (Rodriguinho), Juninho e Iranildo; Gustavo (Abuda) e Fábio Junior (Chimba). Técnico: Roberval Davino.

Atlético-GO - Márcio; Rafael Cruz, Gil, Leandro Amaro e Chiquinho; Leandro Carvalho, Pituca, Robston e Elias (Fábio Gomes); Marcão (Marcão) e André Leonel (Brasão). Técnico: Mauro Fernandes.

Gol - Brasão, aos 43 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Antônio Denival de Morais (PR).

Cartões amarelos - Iranildo e César Gaúcho (Brasiliense); Pituca, Gil e Chiquinho (Atlético-GO).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Boca do Jacaré, em Taguatinga (DF).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.