Atlético-GO vence em casa e amplia crise do Grêmio

Após derrubar a invencibilidade do Flamengo, o Atlético-GO voltou a vencer e bateu o Grêmio por 1 a 0, na tarde deste domingo, no estádio Serra Dourada, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol da vitória saiu só aos 46 minutos do segundo tempo. A nova vítima foi o Grêmio, que perdeu a segunda seguida, parou nos 18 pontos e pode entrar na zona de rebaixamento ao final do dia.

RUBENS SANTOS, Agência Estado

21 de agosto de 2011 | 18h27

Com a terceira vitória consecutiva, o Atlético-GO soma 22 pontos ganhos. Subiu para 12ª posição e se afastou ainda mais da zona de rebaixamento, na qual ficou durante boa parte do turno. "Foi uma reação importante, de um time com poder de reação, e que não quer ser rebaixado", disse o técnico Hélio dos Anjos, sobre a terceira vitória seguida do time.

Em campo, mesmo assim, foram precisos muitos gritos, do treinador e da torcida, no primeiro tempo, para o Atlético-GO reagir e superar a pressão do Grêmio. O time da casa marcava a saída de bola, os gaúchos pressionavam no meio-campo, e o jogo ficou feio. Mais, ainda, pelo calor e a baixa unidade, obrigando os jogadores a poupar fôlego e reidratar na parada técnica.

O Grêmio perdeu as duas melhores chances do jogo. Aos 27 minutos, Douglas, que fez um bom primeiro tempo, chutou forte da meia-lua e a bola foi pra fora. Aos 42, Miralles bateu no canto e a bola passou rente a trave direita.

Cercado pelo bloqueio, o Atlético-GO só encaixou sua melhor jogada de ataque aos 31 minutos. Foi quando Bida lançou para Thiago Feltri, o lateral cruzou, a zaga falhou, o atacante Anselmo aproveitou, mas bateu pra fora.

Na etapa final o jogo ficou aberto e equilibrado. O Atlético-GO partiu para o ataque e deixou espaço para o Grêmio. O time tricolor pressionou com Miralles e Douglas, jogando nas costas dos zagueiros atleticanos, mas falharam nos arremates. Aos poucos, o time goiano ganhou fôlego e reagiu, com Anselmo e Gilson, em boas jogadas de ataque.

E, quando a torcida começou a ir embora, acreditando no empate, saiu o gol da vitória rubro-negra, que Hélio dos Anjos definiu como "a vitória da autoestima".

Aos 46 minutos, Diogo Campos recebeu de Anselmo e matou o jogo. Esperou a saída do goleiro Victor, tocou no canto direito e selou a vitória dos goianos.

Ficha Técnica:

Atlético-GO 1 x 0 Grêmio

Atlético-GO - Márcio, Adriano (Rafael Cruz), Gilson, Anderson e Thiago Feltri; Bida, Ernandes (Adriano Pimenta), Pituca e Thiaguinho (Diogo Campos); Anselmo e Juninho.

Técnico: Hélio dos Anjos.

Grêmio - Victor; Gabriel (Lúcio), Vilson, Rafael Marques e Bruno Collaço; Fábio Rockembach, Gilberto Silva, Dilson e Douglas; Brandão (André Lima) e Miralles (Simon).

Técnico: Celso Roth.

Gol - Diogo Campos, aos 46 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Héber Roberto Lopes (Fifa-PR)

Cartões amarelos - Gilson, Bida, Gilberto Silva e Adilson.

Cartão vermelho - Rafael Marques.

Renda - R$ 82.480,00

Público - 5.226 pagantes.

Local - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.