Atlético-GO vence xará mineiro e sobe no Brasileirão

O Atlético Goianiense voltou a vencer, após três rodadas, e bateu o Atlético Mineiro por 1 a 0, neste sábado, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com os três pontos, o time rubro-negro chegou aos 33 e subiu, provisoriamente, para a 9.ª posição. Já o clube mineiro estacionou nos 24 pontos, em 16.º lugar, mas pode voltar à zona de rebaixamento se o Bahia ao menos empatar em casa com o Fluminense, neste domingo.

RUBENS SANTOS, Agência Estado

17 de setembro de 2011 | 20h17

Agora, o time goiano tem pela frente um teste de fogo na competição: uma sequência de jogos contra equipes da parte de cima da tabela de classificação. O primeiro é o Vasco, na próxima quinta-feira, em São Januário. Depois, pela ordem, Palmeiras, Botafogo e Corinthians. O Atlético Mineiro tem pela frente o Flamengo, na próxima quarta, em Sete Lagoas (MG).

No primeiro tempo, o time de casa procurou se impor, mas perdeu uma chance incrível de abrir o placar aos 3 minutos. Vitor Júnior ficou cara a cara com o goleiro Renan Ribeiro e bateu para fora. O Atlético Mineiro reagiu e pressionou, mas as suas melhores jogadas de ataque pararam na zaga rubro-negra. Aos 12, em um lance polêmico, Guilherme tocou no canto do gol de Márcio, mas o árbitro acusou impedimento e anulou o gol.

Para complicar a noite difícil, o time mineiro perdeu o atacante Neto Berola e o zagueiro Réver por contusão. E teve que queimar duas substituições em apenas 28 minutos de jogo. "Cheguei neles (Neto Berola e Réver) firme. Tenho que tirar a bola do ataque deles", se defendeu o zagueiro Anderson na saída para o intervalo.

Na segunda etapa, o Atlético Mineiro começou bem fechado, com três volantes. Para superar isso, o time goiano jogou em velocidade e abriu espaço para chegar à vitória. Aos 2 minutos, teve um gol de Anderson anulado. Aos 5, Vitor Júnior chutou pra fora. E, aos 12, Bida bateu forte e Renan Ribeiro defendeu.

A insistência foi recompensada aos 16 minutos. Vitor Júnior recebeu assistência de Juninho, driblou o goleiro do time mineiro e balançou a rede. Fez 1 a 0 em um belo gol, o segundo dele no Brasileirão.

O Atlético Mineiro buscou o gol de empate e teve duas boas oportunidades - aos 43 minutos, com Serginho, e aos 44, com Marquinhos Cambalhota. Mas fracassou.

Ficha técnica

Atlético-GO 1 x 0 Atlético-MG

Atlético-GO - Márcio; Adriano, Leonardo, Anderson e Thiago Feltri (Ernandes); Agenor, Pituca, Bida (Joilson) e Vitor Júnior; Juninho e Anselmo (Paulo Henrique). Técnico: Hélio dos Anjos.

Atlético-MG - Renan Ribeiro; Serginho, Réver (Werley), Leonardo Silva e Triguinho; Pierre, Fillipe Soutto, Bernard e Daniel Carvalho; Neto Berola (Richarlyson) e Guilherme (Marquinhos Cambalhota). Técnico: Cuca.

Gol - Vitor Júnior, aos 16 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Thiago Feltri e Vitor Júnior (Atlético-GO).

Árbitro - Paulo César Oliveira (Fifa-SP).

Renda - R$ 82.340,00.

Público - 6.186 pagantes.

Local - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.