Daniel Ochoa de Olza/ AP Photo
Daniel Ochoa de Olza/ AP Photo

Real bobeia e cede empate ao Atlético no fim em clássico de Madri

Time de Zidane perde chance de aumentar distância para o Barcelona na liderança do Campeonato Espanhol

Estadão Conteúdo

08 de abril de 2017 | 13h38

* Texto atualizado após o fim do jogo do Barcelona, que terminou com derrota catalã para o Málaga, por 2 a 0.

O Real Madrid foi superior durante boa parte dos 90 minutos, abriu o placar, mas bastou bobear uma vez diante do artilheiro Griezmann para que o Atlético de Madrid arrancasse o empate neste sábado. O 1 a 1 no Santiago Bernabéu foi muito lamentado pelo líder não só pelo domínio na partida, mas também porque impediu que o time merengue disparasse na liderança do Campeonato Espanhol.

O Atlético segue longe da disputa, na terceira colocação, com 62 pontos, dez a menos que o Real Madrid. O time de Zinedine Zidane tem 72, três à frente do vice-líder Barcelona, que foi derrotado pelo Málaga neste sábado, por 2 a 0. Os dois rivais se enfrentam no próximo dia 23, no Santiago Bernabéu, em uma espécie de "final" pela competição.

Apesar da briga pelo título espanhol, os rivais madrilenhos agora voltam as atenções para a Liga dos Campeões, que terá os jogos de ida das quartas de final disputados neste meio de semana. Na quarta-feira, o Real inicia a disputa com o Bayern de Munique fora de casa, enquanto o Atlético recebe o Leicester.

O JOGO

O Atlético chegou primeiro neste sábado, em cabeçada de Saúl Ñíguez aos três minutos, mas logo o Real tomou conta do campo de ataque e passou a dominar a partida. O time da casa apertava a marcação no meio e conseguia roubos de bola para iniciar jogadas fáceis a partir dali.

Foi assim que criou um grande momento aos 14 minutos. Casemiro pressionou a saída de bola adversária, roubou e tocou na esquerda para Cristiano Ronaldo. O português cortou para o meio e encheu o pé, mas Oblak caiu no canto para defender.

O Atlético tentava nos contra-ataques, mas era encurralado pelo Real, que fez Oblak trabalhar de novo aos 27, em chute forte de Benzema. Três minutos depois, o time da casa venceu o goleiro, mas aí parou em Savic. Após nova roubada de bola, Modric encontrou Cristiano Ronaldo pela direita. O português dominou e finalizou firme na saída de Oblak, mas o zagueiro apareceu em cima da linha e colocou a cabeça na bola para tirar o gol certo.

O Atlético devolveu na mesma moeda e quase marcou com Griezmann, que roubou a bola de Sergio Ramos e parou em boa defesa de Navas. Mas já no início da etapa final, o Real intensificou a pressão e cresceu na partida. Logo com um minuto, Ronaldo recebeu cruzamento de Marcelo e cabeceou rente à trave.

Aos dois, Carvajal cruzou da direita e Ronaldo deu ajeitada perfeita de cabeça para Benzema. Na pequena área, o francês finalizou, mas Oblak fez ótima defesa. A blitz dos donos da casa finalmente surtiu efeito aos seis, quando Kroos cobrou falta da direita e Pepe subiu para cabecear cruzado e abrir o placar.

Só então o Atlético deixou o campo de defesa e passou a tentar organizar jogadas. Assim, chegou em duas oportunidades seguidas. Aos 13, Saúl girou sobre a marcação e chutou em cima de Navas. Um minuto depois, Torres recebeu de Carrasco e ficou sozinho, mas finalizou mal, em cima do goleiro costa-riquenho.

O jogo perdeu em emoção, e o Real parecia controlá-lo, sem dar chances ao adversário. Mas bastou um vacilo da defesa para o Atlético chegar à igualdade. Aos 40, Correa recebeu na intermediária com certa liberdade e deu enfiada perfeita para Griezmann, que se jogou para bater na bola e vencer Navas.

Tudo o que sabemos sobre:
Futebol Internacionalfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.