Divulgação / Atlético-MG
Divulgação / Atlético-MG

Atlético-MG aceita oferta da Conmebol para vacinar delegação contra a covid-19

Imunização deve acontecer nesta terça ou quarta, quando o time mineiro estará em Assunção, cidade da sede da entidade sul-americana

Redação, Estadão Conteúdo

17 de maio de 2021 | 18h36

A direção do Atlético Mineiro informou nesta segunda-feira que aceitou a oferta de vacinas da Conmebol para imunizar toda a sua delegação. Jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes devem receber a vacina contra a covid-19 entre terça e quarta-feira, em Assunção.

Na capital paraguaia, o time brasileiro vai enfrentar Cerro Porteño na quarta, pela fase de grupos da Copa Libertadores. O clube não informou em qual data exata vai receber a primeira dose do imunizante doado pelo laboratório chinês Sinovac para a Conmebol. No total, a entidade recebeu 50 mil doses no dia 28 de abril.

Desde então, vem oferecendo aos clubes que disputam tanto a Copa Libertadores quanto a Copa Sul-Americana. O Atlético-GO, que disputa a segunda competição, já recebeu as doses, que vêm sendo aplicadas no Paraguai, sede da Conmebol. "As vacinas são exclusivamente destinadas aos clubes que disputam as competições da Conmebol. Não há motivo para não aproveitar esta oportunidade", afirmou o presidente do Atlético-MG, Sérgio Coelho.

O dirigente disse que, antes de aceitar a oferta da entidade sul-americana, conversou com o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, que teria incentivado em razão das constantes viagens dos clubes que disputam as competições internacionais.

A delegação atleticana viajará para o Paraguai na noite desta segunda-feira. E o retorno deve acontecer na quinta, já com todos os membros devidamente vacinados. Não há informações sobre a segunda dose.

De acordo com o Atlético, a aplicação das doses "foi alinhada pelo diretor médico do Atlético, dr. Rodrigo Lasmar, com o coordenador médico da CBF, dr. Jorge Pagura".

Tudo o que sabemos sobre:
Atlético Mineirofutebolcoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.