Atlético-MG acha que vitórias fora podem fazer a diferença na briga pelo título

'Dá moral e confiança aos jogadores', diz Marcelo Oliveira

Estadão Conteúdo

02 Outubro 2016 | 09h45

Mais do que somar os três pontos em Campinas (SP), o Atlético Mineiro comemorou o fato de ter vencido a Ponte Preta por 2 a 1 fora de casa, o que não tinha acontecido ainda no returno do Campeonato Brasileiro. Já tinham se passado quatro jogos. Este detalhe pode fazer a diferença no final das contas para ser campeão. Nos vestiários do estádio Moisés Lucarelli, tanto o técnico Marcelo Oliveira como os jogadores enalteceram este aspecto diferencial.

"A gente vinha jogando muito bem em casa, mas nós não estávamos sendo felizes fora. Por isso, esta vitória em Campinas foi importante porque dá moral e confiança aos jogadores", afirmou o técnico, para completar em seguida. "Acho que temos a forma de também pontuar bem longe de Belo Horizonte e isso vai melhorar nossa pontuação".

Agora o time mineiro soma 52 pontos, dois a menos do que o Flamengo, vice-líder, que empatou sem gols com o São Paulo. O líder Palmeiras, também com 54, só joga nesta segunda-feira contra o ameaçado Santa Cruz, no Recife.

Fora de casa foram apenas três vitórias, por coincidência em cima de clubes paulistas. Fez 2 a 1 no São Paulo; 1 a 0 no Palmeiras e agora 2 a 1 na Ponte Preta. Além de ter batido o lanterna América-MG, em mando do rival, no estádio Independência, por 1 a 0. Na apresentação, os números deixam tudo bem claro. Em casa a campanha é de 11 vitórias, um empate e duas derrotas. Fora são quatro vitórias, seis empates e quatro derrotas.

EU ACREDITO! - Bem mais aberto e otimista, o atacante Robinho até desmitificou o fato do Atlético vencer muitos jogos no Independência. "Temos um time qualificado que pode ganhar tanto no Independência como no Mineirão e em qualquer lugar do Brasil. Nós acreditamos no título e vamos correr junto e para a nossa torcida" disse o atacante, que entrou no segundo tempo, dentro do rodízio estabelecido pela comissão técnica.

Para o volante Júnior Urso, que marcou um belo gol, a diferença neste jogo contra a Ponte Preta foi "a manutenção do foco, principalmente após o intervalo. Voltamos ligados, o que não aconteceu em, alguns jogos, como na derrota para o Fluminense, por 4 a 2".

O lateral-esquerdo Fábio Santos, capitão do time, valorizou demais a vitória sobre a Ponte Preta. "É uma grande equipe, tanto que sofremos para empatar com eles aqui (2 a 2) nas oitavas da Copa do Brasil. Desta vez mantivemos um futebol consistente e vencemos com justiça".

Mas o Atlético vai ter uma grande chance de provar que pode mesmo buscar pontos longe da capital mineira. Nesta quarta-feira vai enfrentar o Corinthians, no estádio Itaquerão, em São Paulo, pela 29.ª rodada. É só manter a superioridade sobre os paulistas e confirmar a freguesia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.