Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Atlético-MG anuncia contratação de Levir Culpi para a vaga de Larghi

Treinador de 65 anos assina contrato com o clube mineiro até dezembro de 2019

Estadão Conteúdo

17 Outubro 2018 | 20h18

Pouco mais de uma hora depois de anunciar a demissão do técnico Thiago Larghi, o Atlético-MG confirmou no início da noite desta quarta-feira a contratação de seu novo treinador. A diretoria do clube alvinegro agiu rápido e chegou a um acordo com o veterano Levir Culpi, que volta a comandar a equipe aos 65 anos.

Levir assinou contrato até dezembro de 2019 e fará sua quinta passagem pelo Atlético-MG. Velho conhecido da torcida, o treinador trabalhou no clube entre 1994 e 1995, em 2001, entre 2006 e 2007 e de 2014 a 2015. Pelo time alvinegro, conquistou a Recopa Sul-Americana e a Copa do Brasil em 2014, a Série B em 2006 e o Campeonato Mineiro em 1995, 2007 e 2015.

A velocidade do acerto com Levir surpreendeu. Parte da imprensa mineira noticiou que o Atlético-MG se reuniu com o treinador na tarde desta quarta-feira, antes mesmo de informar a demissão a Larghi, que comandou normalmente o treinamento do dia realizado na Cidade do Galo.

Levir viveu seu momento mais vitorioso no Atlético-MG justamente na última passagem, mas sua saída na ocasião não foi das mais amistosas. Sem chegar a um acordo para a renovação de seu contrato, ele deixou o clube a duas rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro de 2015 e se emocionou bastante na despedida.

Depois deste trabalho, Levir acumulou passagens discretas por Fluminense, Santos e Gamba Osaka, do Japão. Ao longo da carreira, o treinador teve trabalhos de destaque em clubes do Japão, no Cruzeiro e no São Paulo, além de treinar equipes como Atlético-PR, Internacional, Palmeiras, Botafogo, entre outras.

Levir deverá reestrear já neste domingo, diante do Fluminense, no Engenhão. Ele assume a vaga de Larghi, que não resistiu aos últimos resultados do Atlético-MG. Em 49 partidas na temporada de 2018, o treinador acumulou 23 vitórias, 12 empates e 14 derrotas. No Brasileirão, deixou a equipe na sexta colocação, com 46 pontos, fechando a zona de classificação para a Libertadores.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.