Divulgação / Atlético
Divulgação / Atlético

Atlético-MG atropela e faz 5 no Tupynambás em casa pelo Mineiro

Expulsão de jogador adversário no começo da partida facilita missão da equipe no Independência

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de janeiro de 2020 | 18h57

O Atlético Mineiro assumiu a liderança isolada do Campeonato Mineiro ao golear o Tupynambás por 5 a 0, neste domingo à tarde, no Independência, em Belo Horizonte. Em uma partida disputada com tempo seco, após seguidos dias de chuva pesada na capital mineira, a equipe da casa atuou com um jogador a mais em campo desde os 28 minutos do primeiro tempo.

Como havia vencido na estreia, o Atlético manteve o aproveitamento de 100% e chega aos seis pontos, seguido pela Caldense e pelo URT, ambos com quatro. O visitante aparece na lanterna, porque na primeira rodada perdeu em casa, por 1 a 0, para o Tombense.

Antes do jogo houve um minuto de silêncio em homenagem às vítimas das intensas chuvas que castigaram todo o estado nos últimos dias. Dois jogos foram cancelados no sábado: Villa Nova x América e Tombense x Cruzeiro, este já remarcado para 22 de fevereiro. A competição vai ser disputada em turno único entre os 12 participantes. Os quatro melhores disputam semifinais e finais em dois jogos cada fase.

Curiosamente, o jogo começou sem chuva e com uma temperatura agradável. Com a torcida apoiando o time nas arquibancadas, o Atlético logo saiu ao ataque na base da pressão. Explorando a velocidade e o toque de bola, envolvia facilmente o adversário que recorria às seguidas faltas. Aos 12 minutos, o visitante até ameaçou num chute de Léo Salino e que acabou espalmado por Michael para escanteio.

O Tupynambás ficou com um jogador a menos a partir dos 28 minutos com a expulsão de Henrique, que após uma dividida acertou a sola no peito de Fábio Santos. Para recompor o sistema defensivo, o técnico Zé Luiz, estreando no lugar de Paulo Campos, tirou o atacante Vander para a entrada de Weldon Grafite. Ainda no começo do jogo o visitante já tinha perdido o goleiro Renan Rinaldi, machucado, substituído por Bruno.

O primeiro gol saiu aos 33 minutos, após escanteio batido por Maílton para a cabeçada de Gabriel. O segundo foi anotado aos 40 minutos pelo estreante Maílton, que recebeu na entrada da grande área e bateu cruzado. A bola quicou na frente do goleiro e entrou.

O segundo tempo começou com os atleticanos no ataque. Logo aos dois minutos, Jair foi empurrado pelas costas por Allan e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Fábio Santos bateu no meio do gol, a bola ainda tocou no goleiro, mas entrou: 3 a 0, aos três minutos.

Aos 12, saiu o quarto gol. Allan cruzou da esquerda, Jair pegou de primeira e a bola explodiu na trave. No rebote, Di Santo bateu de esquerda no canto do goleiro. Em seguida ele saiu para a entrada de Bruno Silva, revelação da Chapecoense. E foi ele quem ampliou para 5 a 0 aos 23 minutos. Após cruzamento de Maílton, ele dominou no peito, tirou um marcador do lance e bateu colocado.

Na próxima quarta-feira, pela quarta rodada, o Atlético enfrentará o Coimbra na cidade de Contagem, enquanto o Tupynambás vai receber em Juiz de Fora o América. Os dois jogos vão começar às 20 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.