Arquivo/AE
Arquivo/AE

Atlético-MG bate Náutico e segue invicto no Brasileirão

Time de Celso Roth vence por 3 a 0 no Mineirão e assume a liderança do campeonato no saldo de gols

EDUARDO KATTAH, Agencia Estado

14 de junho de 2009 | 18h23

O Atlético Mineiro venceu o Náutico por 3 a 0, neste domingo, no Mineirão, em Belo Horizonte, e segue com uma ótima campanha neste início de Campeonato Brasileiro. O time do técnico Celso Roth, com o resultado, chegou aos 14 pontos, após seis rodadas, e permanece sem perder na competição - chegou à liderança com o empate por 0 a 0 entre Inter e Vitória.

Veja também:

link Celso Roth elogia valentia dos jogadores do Atlético-MG

especialVisite o canal especial do Brasileirão

especialJogue o Desafio dos Craques

lista Brasileirão - Calendário

tabela Brasileirão - Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Apesar de alguns sustos, o time pernambucano não chegou a ameaçar o Atlético. A torcida ficou apreensiva quando Thiago Feltri foi expulso logo aos nove minutos do primeiro tempo. O lateral esquerdo fez falta dura no atacante Carlinhos Bala e recebeu o cartão vermelho do árbitro Francisco Carlos Nascimento.

Embora em inferioridade numérica, o Atlético não diminuiu seu ímpeto ofensivo e, quatro minutos depois, abriu o marcador. O atacante Éder Luís cruzou da direita, Diego Tardelli tentou desviar de calcanhar e Júnior completou na segunda trave para fazer 1 a 0.

Na etapa final, o Náutico voltou mais disposto e ensaiou uma pressão sobre o time da casa. Aos cinco minutos, o zagueiro Gladstone, de cabeça, obrigou o goleiro Aranha a fazer grande defesa e evitar o gol de empate. Na sequência do lance, porém, o zagueiro Vágner foi expulso e os dois times passaram a atuar com 10 jogadores cada.

Empurrado por 40 mil torcedores no Mineirão, o time alvinegro voltou a mandar no jogo. A situação do Náutico ficou mais complicada quando o meia Derley foi expulso aos 14 minutos. Logo depois, aos 18, Tardelli aproveitou cobrança de falta de Júnior e, de cabeça, ampliou para o Atlético. O Náutico demonstrava que estava perdido em campo, a ponto de dois de seus atletas - Gladstone e Anderson Santana - trocarem agressões físicas após o gol atleticano.

Com espaço em campo, o time mineiro preferiu valorizar a posse de bola. Assim, o volante Márcio Araújo, um dos destaques do Atlético na partida, foi com a bola para o ataque, tabelou com Kleber e completou o placar, fazendo o terceiro da equipe da casa, aos 38 minutos.

Após a partida, os jogadores alvinegros ressaltaram o apoio da torcida e o comando do técnico Celso Roth como fundamentais para a boa campanha do time neste início de Brasileirão. "É a união do grupo. O professor chegou e deu outra cara para o time?, destacou o lateral direito Carlos Alberto. "O grupo unido, mais a torcida do nosso lado, o Atlético é muito forte", completou o volante Renan.

Atlético-MG 3 x 0 Náutico

Atlético-MG - Aranha; Carlos Alberto, Werley, Welton Felipe e Thiago Feltri; Renan, Jonílson, Márcio Araújo e Júnior; Éder Luís (Kleber) e Diego Tardelli (Alessandro). Técnico: Celso Roth.

Náutico - Eduardo; Gladstone, Vágner e Asprilla; Sidny (Dinda), Johnny, Derley, Aílton (Kuki) e Anderson Santana; Carlinhos Bala e Gilmar. Técnico: Marcio Bittencourt.

Gols - Júnior, aos 13 minutos do primeiro tempo; Diego Tardelli, aos 18, e Márcio Araújo, aos 38 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Welton Felipe, Júnior, Diego Tardelli e Werley (Atlético-MG); Asprilla, Aílton, Eduardo, Gilmar e Gladstone (Náutico).

Cartões vermelhos - Thiago Feltri (Atlético-MG); Vágner e Derley (Náutico).

Árbitro - Francisco Carlos Nascimento (AL).

Renda - R$ 576.138,00.

Público - 40.820 pagantes.

Local - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.