Atlético-MG bate Sport no Mineirão pela Copa do Brasil

O Atlético-MG superou o Sport, por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Mineirão, pela partida de ida do confronto das oitavas de final da Copa do Brasil. Em um jogo muito disputado, o time quebrou a invencibilidade do Sport na temporada e, com um empate na partida da volta, no dia 21, em Recife, garante a classificação para as quartas de final. A equipe pernambucana precisa vencer na Ilha do Retiro para avançar na competição.

EDUARDO KATTAH, Agência Estado

15 de abril de 2010 | 00h25

Apesar do resultado magro, o Atlético conseguiu o que queria: não levar gols em casa. Caso não se repita o placar de Belo Horizonte a favor do Sport - o que levaria a decisão para a disputa por pênaltis -, a equipe do técnico Givanildo Oliveira terá de vencer por dois ou mais gols para passar à próxima fase.

Na etapa inicial, o Atlético, em seus domínios, tomou a iniciativa e pressionou em busca do gol, mas encontrou dificuldades diante de uma marcação eficaz. O ímpeto atleticano proporcionou espaços para o time pernambucano, que levava bastante perigo nos contra-ataques. O time mineiro, porém, ganhou mais consistência ofensiva aos 24 minutos, quando o técnico Vanderlei Luxemburgo, numa atitude ousada, sacou o meia Renan Oliveira e mandou a campo o veterano Marques.

Com três atacantes e depois de muito insistir, o Atlético abriu o placar aos 43. Júnior fez bela jogada pela esquerda e levantou a bola na área adversária. O volante Fabiano, como elemento surpresa, fez 1 a 0, de cabeça.

No segundo tempo, o Atlético manteve o domínio das ações ofensivas, mas não o suficiente para ampliar o placar. Diante de um adversário bem armado, preferiu administrar o resultado positivo e a vantagem para o próximo jogo.

Ficha Técnica:

Atlético-MG 1 x 0 Sport

Atlético-MG - Aranha; Carlos Alberto, Werley, Jairo Campos e Leandro; Zé Luís, Fabiano (Corrêa), Júnior (Ricardinho) e Renan Oliveira (Marques); Diego Tardelli e Muriqui. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Sport - Magrão; Igor, César e Tobi; Júlio César, Zé Antonio, Daniel Paulista (Ricardinho), Eduardo Ramos e Dutra; Ciro (Leandrão) e Dairo (Pedro Júnior). Técnico: Givanildo Oliveira.

Gol - Fabiano, aos 43 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos - Muriqui (Atlético-MG); Igor e Zé Antonio (Sport).

Árbitro - Sandro Meira Ricci (DF).

Renda - R$ 354.180,00.

Público - 17.253 pagantes.

Local - Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.