Atlético-MG/ Divulgação
Atlético-MG/ Divulgação

Atlético-MG brilha no 1º tempo, goleia Patrocinense e se classifica no Mineiro

Invicto sob o comando de Jorge Sampaoli, o time vai enfrentar o América na próxima fase

Redação, Estadao Conteudo

30 de julho de 2020 | 00h00

Com um primeiro tempo perfeito, o Atlético-MG goleou o Patrocinense por 4 a 0, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, pela última rodada da fase classificatória do Campeonato Mineiro. E garantiu a classificação às semifinais.

Invicto sob o comando de Jorge Sampaoli - duas vitórias e um empate -, o Atlético vai enfrentar o América, segundo colocado com 25 pontos, nas semifinais em datas e locais ainda a serem definidos pela Federação Mineira de Futebol (FMF). Mas serão disputados em Belo Horizonte, porque apenas o Mineirão e o Independência têm condições de utilizar o VAR.

A outra semifinal vai ser entre Tombense, líder com 26, e a Caldense, quarto com 20 pontos. Todos os gols da partida aconteceram no primeiro tempo. E o placar poderia ter sido ainda mais elástico. Hyoran acertou duas vezes a trave, enquanto o goleiro Thiago Passos salvou a Patrocinense em diversas oportunidades.

O América tem a vantagem de jogar por dois resultados iguais e decidir em casa, já que fez melhor campanha na fase classificatória, quando terminou na vice-liderança, com 25 pontos. O Atlético foi o terceiro colocado, com 22.

Nesta noite, o Atlético precisou de apenas 15 minutos para construir a vitória. Com a intensidade que é característica dos times de Jorge Sampaoli, o time alvinegro não deixou o Patrocinense respirar.

Logo aos nove minutos, o estreante Keno cruzou e Nathan apareceu na segunda trave para completar de cabeça. Aos 13, Guilherme Arana ficou com a sobra e mandou no ângulo de Thiago Passos. O terceiro viria dois minutos com Savarino estufando as redes após cobrança de escanteio.

Mas a equipe não diminuiu o ritmo. A falta cobrada por Hyoran explodiu no travessão aos 21. Nove minutos depois, Pedro Rosa foi tentar cortar lançamento e recuar para Thiago Passos, mas a bola acabou encobrindo o goleiro e entrando no gol.

O Patrocinense ainda tentou diminuir aos 33 em finalização de Victor Rafael defendida por Rafael. Depois disso, Nathan, Réver e Savariano quase marcaram o quinto gol atleticano. Mas a melhor oportunidade veio aos 43 minutos, quando Hyoran acertou mais uma vez a trave em chute de fora da área.

Com a vitória encaminhada, Jorge Sampaoli voltou do intervalo com três alterações: Jair, Marquinhos e Alan Franco nos lugares de Allan, Savarino e Hyoran, respectivamente. E o Atlético continuou em cima do Patrocinense.

Logo aos dois minutos, Keno exigiu boa defesa de Thiago Passos. O goleiro voltaria a trabalhar em finalização rasteira de Nathan. A partida era de um time só e depois foi a vez de Marrony levar perigo em chute para fora.

Aos 17, Alan Franco fez falta desnecessária em Wisley e foi expulso. Mesmo com um jogador a menos, o Atlético continuava criando chances. Marquinhos finalizou e Thiago Passos espalmou. No rebote, Guga mandou por cima.

O goleiro do Patrocinense evitou mais um gol do Atlético ao defender, com os pés, chute de Marquinhos. Aos 41 foi a vez de Guilherme Arana parar em Thiago Passos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.