Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Atlético-MG busca o fim da oscilação no Brasileiro contra 'competitivo' Botafogo

Equipe de Oswaldo de Oliveira espera manter o bom momento após vitória sobre o Cruzeiro na última rodada

Estadão Conteúdo

29 Outubro 2017 | 06h46

O Atlético Mineiro recebe o Botafogo neste domingo, às 17 horas, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro, esperando encerrar a oscilação e se consolidar na briga por uma vaga na Copa Libertadores.

+ Homenageado, Robinho diz que pode reduzir salário para ficar no Atlético-MG

Embora tenha obtido grande vitória sobre o Cruzeiro no último domingo, o Atlético Mineiro vinha de um péssimo desempenho na rodada anterior, quando foi derrotado em casa pela Chapecoense. Essa recorrente oscilação impede, assim, que a equipe se estabeleça e brigue de vez por uma vaga na Libertadores - com 41 pontos, está no meio da tabela de classificação.

Preocupado com a falta de regularidade, o técnico Oswaldo de Oliveira espera que o time mineiro pare de oscilar neste domingo. Mas faz um alerta: o adversário é uma das equipes mais competitivas do Brasileirão.

"O campeonato tem tido uma característica muito definida: todas as equipes oscilaram. A proximidade dos jogos e o aperto do calendário têm aproximado as equipes para fazer escolhas", avaliou o treinador. "Todas as equipes fizeram isso, deram um mergulho e depois respiraram. O Botafogo é um time que, na minha opinião, foi o mais equilibrado o tempo todo. Apesar das desclassificações na Copa do Brasil e na Libertadores, é uma equipe que vende caro a derrota. Talvez seja o time mais competitivo do campeonato".

Para evitar um novo "mergulho", o Atlético Mineiro conta neste domingo com o retorno do volante Elias, que estava suspenso na vitória sobre o Cruzeiro. Havia também a possibilidade de Cazares começar entre os titulares, mas o meia equatoriano chegou atrasado no treino da última sexta-feira e perdeu a oportunidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.