Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Pedro Souza / Atlético Mineiro
Pedro Souza / Atlético Mineiro

Atlético-MG busca se reabilitar após três tropeços seguidos no Brasileirão

Equipe do técnico Cuca recebe o Atlético-GO e terá de lidar com o fato de não ter um lateral-esquerdo à disposição nesta quinta-feira

Ricardo Magatti, Estadão Conteúdo

01 de julho de 2021 | 07h31

O Atlético-MG vive seu pior momento neste início de Brasileirão, lida com uma série de desfalques e terá de improvisar na lateral esquerda diante do Atlético-GO, nesta quinta-feira, às 19 horas. No Mineirão, o time alvinegro busca se recuperar de três tropeços consecutivos para voltar a brigar no pelotão da frente.

Após um bom início no Brasileirão, o milionário e estrelado Atlético-MG empatou com a Chapecoense em Belo Horizonte e perdeu para Ceará e Santos fora de casa. Parou nos dez pontos e despencou na tabela de classificação após sete rodadas.

"Disputamos nove, conseguimos um ponto só. Pros nossos objetivos, que é estar na ponta, buscando título, é inadmissível. Vamos ter que correr atrás", admitiu o auxiliar Cuquinha, que substituiu Cuca no último jogo porque o treinador atleticano teve de cumprir suspensão depois de ter sido expulso ante o Ceará. "A instabilidade do time, eu não tenho como te explicar. Não é isso que a gente trabalha, não é isso que a gente treina".

Um dos motivos da queda da equipe mineira é lista ampla de desfalques. O Atlético sentiu falta especialmente de Nacho Fernández, o cérebro da equipe. O meia argentino cumpriu dez dias de isolamento por ter contraído a covid-19, e seu retorno para o duelo desta quinta depende da avaliação do rendimento nos treinos para serem aproveitados entre os titulares. Isso também vale para Micael, Dylan, Nathan e Marrony, outros que se recuperaram da doença.

E os desfalques vão continuar. O principalmente deles é Guilherme Arana, fora por suspensão. Para piorar, Cuca não tem o reserva imediato Dodô, machucado. Com isso, o treinador terá de improvisar no setor. As primeiras opções seriam o zagueiro Junior Alonso e o volante Allan, mas eles também são baixas. O paraguaio está com a sua seleção na disputa da Copa América e o volante foi expulso contra o Santos e vai cumprir suspensão.

Restam entre as alternativas para jogar improvisado no setor o lateral-direito Mariano, o zagueiro Gabriel e o volante Tchê Tchê. Outros desfalques para o compromisso contra os goianos são o volante Alan Franco e o atacante Eduardo Vargas (também na Copa América), o goleiro Rafael (no departamento médico), e o atacante Eduardo Sasha (covid-19).

CONFIANTE

 Após vencer as duas primeiras no Campeonato Brasileiro contra Corinthians (1 a 0) e São Paulo (2 a 0), o Atlético-GO passou a oscilar no Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, o técnico Eduardo Barroca não perdeu a esperança e se manteve confiante. Tanto é verdade que ele acredita em uma vitória dos seus comandados contra o Atlético-MG.

Como visitante, o clube goiano tem uma vitória e uma derrota. "Não acho que estamos oscilando. Nos dois jogos em que perdemos, o time foi muito bem, muito competitivo, foi questão de detalhe. Contra Athletico-PR e Bragantino, duas equipes que estão em cima, o Atlético-GO foi regular. Não estamos em período de oscilação, estamos jogando com intensidade alta, padrão bem definido e buscando sempre a vitória. Assim vamos continuar para buscar a vitória em Belo Horizonte", prometeu o comandante.

Barroca não poderá contar com o zagueiro Nathan Silva. Além de pertencer ao Atlético-MG e estar impossibilitado, por contrato, de entrar em campo, o defensor também terá que cumprir suspensão. Oliveira será seu substituto. "O Oliveira já jogou alguns jogos comigo. Já o conheço da minha primeira passagem e tenho 100% de confiança. Tenho convicção de que ele tem condições de assumir o protagonismo como o Nathan vinha fazendo muito bem", analisou Barroca.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG X ATLÉTICO-GO

ATLÉTICO-MG - Everson; Guga, Réver, Igor Rabello e Mariano (Gabriel); Jair, Tchê Tchê e Nacho (Zaracho); Savarino, Hulk e Keno. Técnico: Cuca.

ATLÉTICO-GO - Fernando Miguel; Dudu, Oliveira, Éder e Igor Cariús; Marlon Freitas, Willian Maranhão e Arthur Gomes; Janderson, Zé Roberto e Natanael. Técnico: Eduardo Barroca. 

ÁRBITRO - Flavio Rodrigues de Souza (Fifa/SP)

HORÁRIO - 19 horas

LOCAL - Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.