Nilton Fukuda/Estadão - Arquivo/2006
Nilton Fukuda/Estadão - Arquivo/2006

Atlético-MG confirma Levir Culpi como novo treinador

Técnico chega em Minas para substituir Paulo Autuori, demitido nesta quinta

Alex Capella, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2014 | 19h53

BELO HORIZONTE - O técnico Levir Culpi vai ocupar a vaga de Paulo Autuori no comando do Atlético-MG. A diretoria do clube mineiro se reuniu nesta quinta com o treinador em Curitiba para acertar contrato até o fim da temporada. Não foi difícil convencer Culpi. Alexandre Kallil, presidente do clube, trabalhou rápido após demitir seu técnico no mesmo dia. Autuori não suportou a pressão da torcida e a insatisfação da diretoria após derrota para o Nacional de Medellín, quarta-feira, pela Libertadores.

Umas das divergências de Kallil com Autuori era a forma de montar o Atlético, sempre mais cauteloso. Boa parte da torcida também não estava satisfeita com o treinador. Nesta quinta-feira, os muros da sede do clube foram pichados, pedindo a saída do técnico. Kallil não segurou Autuori no cargo.

O paranaense Levir Culpi, 61 anos, já começa a trabalhar no fim de semana, na partida do Atlético com o Inter. Levir estava sem clube desde que deixou o Cerezo Osaka, do Japão, em dezembro do ano passado. Esta será a quarta passagem do técnico pelo Atlético, onde é idolatrado pela torcida. Somando as passagens, são 175 jogos, com 93 vitórias, 38 empates e 44 derrotas. O nome de Levir foi cotado no início da temporada, quando Autuori assumiu. A primeira missão do treinador será conseguir a classificação para as quartas de final da Libertadores.

O Atlético-MG precisa de uma vitória por dois gols de diferença para superar o Atlético Nacional, da Colômbia, e continuar na competição defendendo seu título. Sob o comando de Autuori, o time se classificou em primeiro lugar na fase de grupos da Libertadores, com três vitórias e três empates, mas perdeu o Campeonato Mineiro para o maior rival Cruzeiro.

NOVA DEMISSÃO

Autuori foi contratado em janeiro para substituir Cuca, que levou o time à conquista da Libertadores em 2013, com um time altamente ofensivo. A equipe ficou marcada pelo ataque rápido, formado por Ronaldinho Gaúcho, Bernard e Tardelli, com Jô como homem de referência. Apesar de manter a base da equipe, o time deixou de jogar bem neste ano.

À frente do Atlético-MG, entre 1994/1995, Levir foi campeão mineiro (1995). Em 2001, o treinador não teve boa passagem. Sem título, foi demitido. Em 2006, retornou ao clube e foi campeão brasileiro da Série B, levando o Atlético de volta à primeira divisão. Em 2007, seu último ano no comando atleticano, voltou a ser campeão estadual. O título mineiro foi o último conquistado pelo treinador.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.