Atlético-MG conta com força da torcida para bater Goiás

Em lua de mel com a sua torcida, o Atlético Mineiro volta a jogar em casa e defende a liderança do Campeonato Brasileiro contra o Goiás, neste domingo, às 16 horas, no Mineirão, pela 14.ª rodada da competição. A exemplo das dificuldades enfrentadas na vitória sobre o Fluminense, na última quinta-feira, jogadores e o técnico Celso Roth estão cientes de que terão pela frente um adversário fechado e perigoso nos contragolpes.

EDUARDO KATTAH, Agencia Estado

26 de julho de 2009 | 08h31

"O Goiás marca muito quando joga fora de casa e sai com velocidade. Eles têm jogadores para isso. É isso que vamos enfrentar no domingo e vamos nos preparar. Certamente teremos muitas dificuldades", destacou o treinador.

Para o atacante Diego Tardelli, o importante é o Atlético manter a "parceria" com os torcedores. "O jogo contra o Fluminense foi uma prova disso. A torcida sentiu que o time não estava bem, mas teve paciência, não vaiou nenhum jogador", destacou.

Nas duas últimas partidas que disputou no Mineirão (contra São Paulo e Fluminense), o Atlético levou 110 mil pagantes ao estádio - 55 mil em cada. A média de público do time mineiro no Brasileirão já ultrapassa os 40 mil torcedores por jogo.

Em 13 rodadas, o Atlético soma 28 pontos, oito a mais do que o Goiás. Sem maiores problemas para a escalação do time, Roth deverá manter a base da equipe que iniciou a última partida. Como Carlos Alberto ainda se recupera de um estiramento muscular sofrido na coxa direita, a tendência é que o volante Márcio Araújo seja mantido improvisado na lateral direita. Na zaga, o treinador terá de optar se retorna com Werley ou mantém Alex Bruno no time titular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.