Gonzalo Fuentes/Reuters
Gonzalo Fuentes/Reuters

Atlético-MG contrata Vagner Mancini para comandar o time no Brasileirão

Treinador ocupava vaga de gestor no São Paulo antes de pedir as contas após saída de Cuca e confusão da diretoria, que o chamou para treinar o time e depois mudou de ideia

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de outubro de 2019 | 12h29

Poucas horas após demitir Rodrigo Santana, a diretoria do Atlético Mineiro anunciou nesta segunda-feira a contratação do técnico Vagner Mancini. O contrato com o novo treinador será de apenas três meses, até o fim da temporada. Ele comandará o time no Brasileirão, da 26ª rodada à 38ª. Mancini já comandará a equipe de Minas na partida desta quarta-feira, contra o CSA, em Maceió. O técnico estava no São Paulo em posição de gestão antes de pedir as contas. 

Mancini será apresentado oficialmente na véspera do dia da partida, ao lado do auxiliar técnico Anderson Silva. Ele vai atender a imprensa em Maceió, logo após o treino que encerrará a preparação da equipe mineira para o duelo fora de casa.

O novo treinador atleticano trabalhará novamente com Rui Costa, atual diretor de futebol do clube. Ele já comandou a mesma função na Chapecoense, entre 2016 e 2017. Em Minas Gerais, Mancini foi técnico do arquirrival Cruzeiro nos anos de 2011 e 2012. Na ocasião, salvou o time do rebaixamento e chegou a golear o Atlético por 6 a 1 na última rodada do Brasileirão de 2011.

Agora no comando da equipe atleticana, Mancini terá um desafio menos complexo. Em baixa, o time tenta reagir no Nacional para voltar ao G-6, a zona de classificação para a Libertadores após uma forte queda de rendimento nas últimas semanas. O Atlético ocupa a 11ª colocação, com 31 pontos, a dez de distância do Grêmio, atual sexto colocado. O mudança de treinador em Minas ocorreu após a derrota do fim de semana do time para o Grêmio por 4 a 1.

Mancini vinha atuando em diferentes funções no São Paulo nesta temporada. Em janeiro, foi contratado para ser o coordenador técnico do clube do Morumbi. E chegou a ser treinador interino após a demissão de André Jardine mesmo depois da contratação de Cuca, que demorou para assumir a equipe em razão de problemas de saúde. Após retomar a função de coordenador do futebol, Mancini decidiu deixar o clube paulista no dia 27 do mês passado por não concordar com a forma que foi contratação do técnico Fernando Diniz.

SANTANA

Mancini vai substituir Rodrigo Santana, demitido na noite de domingo após a goleada diante do Grêmio no Independência, em Belo Horizonte. A dura derrota foi a gota d'água na sequência negativa do time nas últimas semanas, com apenas uma vitória em 11 jogos, somando apenas quatro pontos neste período. O treinador, contratado inicialmente para comandar o time sub-20, havia assumido interinamente a equipe profissional em abril, em substituição a Levir Culpi. Foi efetivado no fim de junho, mas acabou não resistindo às quedas na Copa do Brasil e Sul-Americana e à queda de rendimento no Brasileirão.

No total, Santana obteve aproveitamento de 48,7% dos pontos disputados no comando do Atlético. Foram 41 jogos, nos quais obteve 18 vitórias, seis empates e 17 derrotas.

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.