Pedro Souza / Atlético-MG
Pedro Souza / Atlético-MG

Atlético-MG decide não renovar com Tardelli e prepara homenagem em despedida

Atacante tem contrato apenas até segunda-feira e será homenageado no domingo, no Mineirão, na partida diante do Fortaleza, pelo Brasileirão

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de maio de 2021 | 18h24

Um dos ídolos recentes do Atlético Mineiro, Diego Tardelli não terá seu contrato renovado. O clube confirmou nesta quinta-feira a informação, comunicada pessoalmente pelo presidente Sérgio Coelho ao atacante. O mandatário foi à Cidade do Galo dar a notícia ao jogador por "respeito e admiração".

O contrato de Tardelli se encerra na próxima segunda-feira, 31. Um dia antes, no domingo, ele vai se despedir da equipe e será homenageado no Mineirão, onde o Atlético enfrenta o Fortaleza, às 11 horas (de Brasília), pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. 

A indefinição sobre o futuro de Tardelli vinha se arrastando nos últimos dias. O assunto tomou conta dos bastidores do Atlético e foi definido em uma reunião muito emotiva nesta quinta entre o jogador, o presidente e o diretor de futebol, Rodrigo Caetano.

"Na vida de um dirigente esportivo, há momentos difíceis", disse Sérgio Coelho ao atleta. "Este é um deles. Obrigado Tardelli", prosseguiu o dirigente. Segundo comunicado do clube, ele e o jogador foram às lágrimas durante o encontro.

"É uma honra e privilégio poder fazer parte da história de um clube tão grande e de uma massa tão apaixonada e fanática, nunca vi igual", afirmou o camisa 9, que deixou um recado para os ex-companheiros e para a torcida atleticana. "Obrigado, Massa, por tanto carinho, amor e respeito! Obrigado aos companheiros de equipe e funcionários. Estarão sempre no meu coração".

Tardelli vai encerrar a sua terceira passagem pelo Atlético-MG. Na primeira, entre 2009 e 2011, foi artilheiro do Brasileirão e campeão mineiro em 2010. A segunda foi a melhor e o fez cravar o seu nome na história do clube ao ser um dos protagonistas do título da Libertadores em 2013, o mais celebrado de todos.

Esta última passagem, prestes a terminar, é a mais discreta das três. Aos 36 anos, o atacante sofreu com lesões e problemas físicos e já não é mais o mesmo goleador de outrora. Desde que retornou, em fevereiro do ano passado, ele disputou 11 jogos e marcou dois gols, o mais recente deles contra o América de Cali, pela Libertadores.

Somando toda a trajetória de Tardelli no Atlético, são 230 jogos, 112 gols e sete títulos. Ele é o 15º maior artilheiro da história do clube e o sexto maior goleador atleticano em clássicos, com nove gols, inclusive o que garantiu o título da Copa do Brasil de 2014, na vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, no Mineirão.

O atacante também conquistou a Recopa Sul-Americana (2014) e quatro edições do Campeonato Mineiro (2010, 2013, 2020 e 2021).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.