Atlético-MG decide vaga sem técnico e com time reserva

Sob o comando do auxiliar técnico Ivan Rizzo, equipe mineira enfrenta o Independiante Santa Fé, em Bogotá, às 22h, pela partida de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana

MARCELO PORTELA, Agência Estado

20 de outubro de 2010 | 08h13

O Atlético-MG está tão confiante na classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana que nem mesmo o técnico Dorival Júnior estará à frente da equipe mista que enfrentará o Independiente Santa Fé nesta quarta-feira, em Bogotá, às 22 horas (de Brasília), pela partida de volta das oitavas.

A primeira partida, na última quarta-feira, terminou em 2 a 0 para o Atlético-MG, que pode perder por até um gol de diferença ou ainda por dois gols, desde que marque ao menos um, para conquistar a vaga.

O time será comandado pelo auxiliar técnico Ivan Rizzo. Isto porque, diante da situação relativamente tranquila na Sul-Americana, a direção alvinegra preferiu focar esforços no Campeonato Brasileiro, pois o time está há 21 rodadas consecutivas na zona de rebaixamento e tem chance de enfim deixá-la no domingo, diante do rival Cruzeiro, líder da competição.

Para a partida desta quarta, outra opção tomada pela comissão técnica foi a de poupar a maior parte dos atletas considerados titulares. Apenas 14 jogadores foram relacionados, e uma das apostas é o meia Diney, de 19 anos, que terá sua segunda chance como titular da equipe alvinegra.

Mas Ivan Izzo não quer contar apenas com a disposição do jovem e também investirá na experiência para tentar conquistar a vaga. Nos treinos realizados em Bogotá, o auxiliar montou o time para aproveitar também a experiência de jogadores como os zagueiros Cáceres, paraguaio, e Jairo Campos, equatoriano. No banco ficarão apenas o goleiro Aranha, o meia Fabiano e o atacante Jheimy.

O Independiente Santa Fé, por sua vez, promete sufocar o Atlético-MG desde o início para conseguir a vaga. "A única forma de dar a volta por cima é atacar, ter a posse de bola e ser um time ofensivo, criando muitas chances de gol", disse o goleiro Augustin Julio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.