Atlético-MG e Cruzeiro jogam clássico como uma 'final'

Em situações distintas no Campeonato Brasileiro, Atlético e Cruzeiro protagonizam neste domingo o principal clássico mineiro como se fossem disputar uma final de competição. Mesmo sem objetivo claro no Brasileirão, por já estar classificado para a Copa Libertadores de 2014 e ter uma diferença de 20 pontos para o arquirrival, que lidera a tabela de classificação, o time alvinegro pretende atrapalhar a boa campanha celeste.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

13 de outubro de 2013 | 06h52

Enquanto isso, o Cruzeiro espera conquistar mais três pontos jogando na casa do mais acirrado adversário, o estádio Independência, em Belo Horizonte, onde não conseguiu vencer a equipe alvinegra desde a reinauguração da arena.

O Atlético ainda tem desfalques importantes para o jogo, válido pela 28.ª rodada do campeonato e marcado para as 16 horas. Ronaldinho Gaúcho, o capitão Rever, Guilherme e Dátolo estão vetados e trabalham para se recuperarem de lesões. O goleiro Victor e o atacante Jô também estão fora do clássico porque estão à disposição da seleção brasileira. A situação é a mesma do zagueiro Dedé, única ausência do lado celeste.

Mesmo com chance mínima de conquistar o Brasileirão, o técnico do Atlético, Cuca, disse que o jogo tem "caráter decisivo". "Clássico, independentemente de estar em primeiro ou último, é sempre motivacional. É um campeonato dentro do campeonato e espero que a gente saia campeão", declarou o treinador, para quem o confronto tem "tudo para ser o melhor clássico do País" por causa da situação dos times.

O técnico celeste, Marcelo Oliveira, também considera o compromisso deste domingo um jogo "decisivo e fundamental". Apesar de lamentar a derrota por 2 a 0 para o São Paulo na última quarta-feira, confirmou que mandará a campo o mesmo grupo. E também salientou a "motivação" para o jogo. "Estamos muito bem e jogar um clássico é sempre uma motivação extra, plena e intensa. O Cruzeiro tem que sustentar a posição que pode dar o título antecipado. E que vai ser fundamental para o clube e todos nós", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.