EFE/Yuri Edmundo
EFE/Yuri Edmundo

Atlético-MG é surpreendido pelo Tolima e perde série invicta na Libertadores

Clube mineiro totalizava 18 jogos sem derrotas pelo torneio continental e encerra fase de grupos com atuação questionável

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2022 | 23h09

A série invicta histórica do Atlético-MG em jogos válidos pela Libertadores chegou ao fim na noite desta quarta-feira. Após 18 partidas sem derrotas na competição continental, o time comandado por Antonio Mohamed perdeu por 2 a 1 para o Tolima, no Mineirão, pela rodada de encerramento da fase de grupos.

O resultado deixou a equipe mineira na liderança do Grupo D, com os mesmos 11 pontos do Tolima, que também avançou, em segundo lugar, por ter desvantagem de 4 a 1 no saldo de gols. Os atleticanos precisavam vencer para brigar pela quarta melhor campanha da classificação geral, mas já ficaram para trás do Estudiantes, dono de 13 pontos no Grupo C. Palmeiras, com 18, é o melhor, seguido por River Plate e Flamengo, ambos com 16.

O Atlético encontrou um Tolima bem organizado defensivamente e sofreu para encontrar espaços no campo de ataque. Entre desarmes e bolas aéreas interceptadas na área adversária, os atleticanos começaram a apostar  em finalizações de longe para tentar levar algum perigo, estratégia que forçou defesas de Domínguez, mas não se mostrou eficiente.

No fim das contas, a melhor chance do primeiro tempo surgiu de um cruzamento para área, onde Rubens subiu muito alto e fez a bola explodir no travessão após cabeceio firme, pouco antes de  o árbitro mandar o jogo para o intervalo. Do outro lado, o time colombiano estava bastante focado em se defender e só conseguiu assustar em lances esporádicos de contra-ataque.  

O panorama teve uma mudança logo no início do segundo tempo, já que o Tolima  abriu o placar com um gol de cabeça marcado por Michael Rangel, servido por cruzamento de Ibargüen. O Atlético tentou responder rápido, mas cometeu muitos erros e demorou para voltar a se organizar.

Com a bola nos pés, o time de Antonio Mohamed seguiu forçando jogadas no ataque com alguma dificuldade. De qualquer forma, conseguiu acuar o adversário e insistiu até empatar com Eduardo Sasha, que ficou com a sobra após Fábio Gomes escorar a bola e mandou para a rede.

Os atleticanos só não contavam que Lucumí, que entrou no segundo tempo no lugar de Cataño, faria uma grande jogada nos minutos finais para devolver a vantagem ao Tolima. No lance, o atacante colombiano avançou em velocidade, tabelou com Plata e recebeu dentro da área para marcar o gol da vitória.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 1 X 2 TOLIMA

ATLÉTICO-MG - Everson; Guga (Mariano), Nathan Silva, Júnior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair (Calebe), Rubens (Eduardo Sasha) e Nacho Fernández (Fábio Gomes); Ademir (Sávio) e Hulk. Técnico: Antonio Mohamed.

TOLIMA - Domínguez; Marulanda, Quiñónes, Moya e Junior Hernández; Trujilo, Ureña, Cataño (Lucumí), Ibargüen (Eduar Caicedo) e Plata; Michael Rangel (Gustavo Ramírez). Hernán Torres.

GOLS - Michael Rangel, aos nove minutos do segundo tempo. Eduardo Sasha, aos 42, e Lucumí, aos 46 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Patricio Loustau (ARG).

CARTÕES AMARELOS - Adenur e Guga (Atlético-MG); Gustavo Ramírez, Trujillo e Ureña (Tolima).

RENDA - R$ 1.283.247,08

PÚBLICO - 34.339

LOCAL - Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.