Atlético-MG empata e continua ameaçado

O Atlético-MG ficou mais próximo do rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro ao empatar por 0 a 0 neste sábado com o Paysandu, em Ipatinga (MG), no estádio Ipatingão, pela 44ª rodada da competição. Com o resultado, o Galo, que soma 47 pontos, precisa agora vencer seus dois compromissos restantes - contra o Grêmio, em Porto Alegre, e São Caetano, em Belo Horizonte. Mesmo assim, para escapar do descenso, o time mineiro depende de outros resultados. Já o Paysandu conquistou um ponto importante na luta contra a queda para a segunda divisão. O time paraense tem agora 50 pontos.Nos primeiros 45 minutos, as duas equipes protagonizaram uma partida de baixíssima qualidade técnica. Em situação mais dramática do que o adversário e necessitando da vitória, o Atlético procurava tomar a iniciativa do jogo, mas pouco produzia ofensivamente.A primeira finalização ao gol ocorreu apenas aos 30 minutos, numa cobrança de falta do meia Rodrigo Fabri. O goleiro Alexandre Fávaro não teve dificuldades para fazer a defesa. Seis minutos depois, o atacante Alex Mineiro fez boa jogada na área, mas chutou fraco, nas mãos do goleiro.O time paraense tentava surpreender o Galo nos contra-ataques, mas quase abriu o placar numa bola parada. Aos 42 minutos, o volante Sandro cobrou falta da intermediária e obrigou Danrlei a fazer ótima defesa.Na segunda etapa, o estreante Procópio Cardoso trocou o meia Renato - que era um dos destaques do time - por Tucho e sacou o volante Emerson para a entrada de Zé Antônio. As alterações não surtiram efeito e o meio-campo da equipe alvinegra permaneceu pouco inspirado na articulação das jogadas ofensivas.Restava ao Galo os chutes da intermediária adversária e as cobranças de faltas. Mas faltava pontaria aos jogadores. Procópio colocou mais um atacante em campo - Marcelinho - no lugar do lateral-direito Alessandro. O time mineiro, no entanto, continuou desorganizado em campo e nos minutos finais tentou o gol na base do desespero.O treinador atleticano disse ao final do jogo que faltou gana à sua equipe. "O Atlético não teve competência para fazer o gol", reclamou."A gente não poderia deixar escapar os três pontos aqui", lamentou o meio-campista Zé Antônio.Os mais de 16 mil torcedores que compareceram ao Ipatingão ficaram revoltados com a atuação do time. Parte da torcida protestou queimando camisas e exibindo notas de R$ 1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.