Atlético-MG empata e segue isolado na liderança do Campeonato Brasileiro

Lanternas saíram na frente, mas time mineiro empatou com Bernard

RUBENS SANTOS, Agência Estado

15 de agosto de 2012 | 22h57

GOIÂNIA - O confronto entre os xarás Atlético Goianiense e Atlético Mineiro surpreendeu e acabou no empate por 1 a 1, nesta quarta-feira, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time de Belo Horizonte não sofria um gol a quatro rodadas e, mesmo assim, mantém a liderança com 38 pontos e um jogo a menos que os rivais mais próximos. Já o clube goiano, com seu terceiro empate seguido, chega aos 12 pontos e deixa a lanterna para o Figueirense, que tem um ponto a menos e joga nesta quinta.

No primeiro tempo, o Atlético Mineiro levou um susto, com o rival rubro-negro saindo em rápidos contra-ataques e abrindo o placar logo aos 9 minutos. Ernandes bateu forte da entrada da área no canto esquerdo do goleiro Victor e marcou 1 a 0 para os donos da casa.

No entanto, a vantagem começou a virar poeira aos 21 minutos. Joilson deu uma cotovelada em Leandro Donizete, foi expulso diretamente, sem o cartão amarelo, viu seu time perder o meio de campo e abriu espaços para o Atlético Mineiro dominar. Tanto que pouco tempo depois, aos 27, Leandro Donizete aproveitou rebote de Márcio, cruzou e Bernard marcou de cabeça o gol de empate.

Na base da pressão, Ronaldinho Gaúcho acertou a trave, aos 32 minutos, e o centroavante Jô fez o mesmo, aos 45. "Agora eles vão se fechar mais ainda e no segundo tempo vamos jogar mais pela direita e aproveitar a altura do Jô, que já acertou bola na trave", avisou o craque do time mineiro no intervalo.

A previsão de Ronaldinho Gaúcho não se confirmou. Na etapa final, o Atlético Goianiense se encolheu para se defender e resistiu, com um jogador a menos, ao poder ofensivo do adversário. Com liberdade para armar o ataque, o clube mineiro foi agressivo, mas desperdiçou as melhores chances de virar e vencer aos 14 minutos com Guilherme; aos 28 com Pierre acertando a trave; e com Jô, aos 35 e aos 41 minutos.

Já o time da casa tentou reverter a situação em contra-ataques isolados e na cobrança de um escanteio de Dodó, aos 29 minutos, na cobrança de falta com Ernandes e, aos 30, em uma falta com o goleiro Márcio.

Pela 18.ª rodada, neste domingo, o Atlético Goianiense recebe o Palmeiras, às 18h30, novamente no estádio Serra Dourada. No mesmo dia, mas um pouco mais cedo, às 16 horas, o Atlético Mineiro recebe o Botafogo, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

ATLÉTICO-GO - Márcio; Diogo Campos (Vanderlei), Gustavo, Reniê e Diego Giaretta (Gabriel); Dodó, Marino, Ernandes e Joilson; Rayllan (Carlos) e Patric. Técnico: Jairo Araújo (interino).

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Rafael Marques, Réver e Júnior César (Richarlyson); Pierre, Leandro Donizete (Escudero), Bernard, Ronaldinho Gaúcho e Guilherme (Carlos César); Jô. Técnico: Cuca.

GOLS - Ernandes, aos 9, e Bernard, aos 27 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Diego Giaretta e Carlos (Atlético-GO); Guilherme, Escudero e Marcos Rocha (Atlético-MG).

CARTÃO VERMELHO - Joilson (Atlético-GO).

ÁRBITRO - Marcos André Gomes da Penha (ES).

RENDA - R$ 219.860,00.

PÚBLICO - 7.729 pagantes.

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.