Atlético-MG empata sem gols, e vai à final do estadual

O Atlético empatou sem gols com o Democrata, de Governador Valadares, no início da noite deste sábado, e é o primeiro finalista do Campeonato Mineiro. O time da capital jogava com a vantagem do empate depois de ter vencido a primeira partida da semifinal, por 2 a 1, em Ipatinga.

AE, Agência Estado

17 de abril de 2010 | 21h04

Mesmo com o mando de campo do Democrata, o jogo foi realizado no Mineirão, uma vez que o Estádio Mamudão não suporta mais do que 10 mil torcedores, conforme determina o regulamento da competição.

O adversário do Atlético na decisão do estadual sairá do confronto entre o rival Cruzeiro e o Ipatinga, no domingo, novamente no Mineirão. O Cruzeiro, que empatou sem gols na partida de ida, garantirá a classificação em caso de novo empate.

Neste sábado, o técnico Vanderlei Luxemburgo, mesmo diante da torcida atleticana, preferiu não arriscar e escalou o Atlético para entrar em campo com três zagueiros, seis jogadores no meio-campo e apenas Diego Tardelli no ataque.

Apesar do esquema defensivo, foi o Atlético que começou atacando e, aos 14 minutos do primeiro tempo, já havia acertado duas vezes a trave do adversário. O placar escasso acabou não traduzindo o volume de jogo apresentado pelas duas equipes, que criaram boas jogadas e, por pouco, não balançaram as redes.

O Atlético, mais organizado, chegou com mais perigo, mas mesmo assim não conseguiu atingir a meta do goleiro Bruno. A melhor oportunidade aconteceu faltando cinco minutos para o fim do primeiro tempo, quando o meia Correa tabelou na meia-lua e entrou sozinho na área, mas acabou acertando o lado de fora da rede do goleiro Bruno, levando a torcida à loucura.

Na volta do intervalo, Luxemburgo, na tentativa de garantir de vez a classificação, substituiu o meia Renan Oliveira pelo atacante Muriqui, que não se

entendeu com a bola e acabou cedendo lugar para o veterano Marques, que entrou aos 37 minutos.

Entretanto, mesmo com maior poder de fogo, o Atlético não concretizou as jogadas e a partida acabou mesmo em 0 a 0, para decepção da torcida, que vaiou o time ao final da partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.